Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Após sequência de jogos ruins, Cruzeiro projeta bom resultado diante do Internacional

O Cruzeiro começou a temporada em alta, porém, após a derrota diante do Emelec pela Copa Libertadores, no Mineirão, o sinal de alerta foi ligado na Toca da Raposa. Apesar de já ter entrado em campo classificado para a fase de oitavas de final da competição mais importante das Américas, o revés fez com que os comandados de Mano Menezes perdessem a oportunidade de fechar a fase de grupos com a melhor campanha. Passado o resultado ruim, agora o clube celeste volta às atenções para o Brasileirão e no domingo, às 16h, encara o Internacional, com o objetivo de recuperar o bom futebol e afastar de vez a desconfiança.

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro/divulgação

A derrota para o Emelec foi apenas a última parte da sequência de jogos ruins da Raposa. Desde o título do Campeonato Mineiro sobre o arquirrival Atlético, o futebol do Cruzeiro está aquém em relação a qualidade do plantel. Não por acaso, o meia Thiago Neves focou em sua análise justamente nas últimas apresentações da equipe que, mesmo vencendo Ceará e Goiás, não convenceu.

“É algo que preocupa, pois temos um bom time e um elenco qualificado. Não diria partidas ruins, mas abaixo do que poderíamos apresentar. Contra o Emelec tudo deu errado e entramos relaxados, jogando um futebol lento e sem criação”, afirmou TN10. O discurso do meio-campista foi o inverso ao que disse Rodriguinho, que mesmo com a derrota, enxergou pontos positivos.

“Menos mal que entramos para esse jogo já classificados. Temos que consertar o que fizemos de errado, cientes do que a fase mata-mata é outra história. Temos que ser fortes para seguir na briga por títulos”, analisou o camisa 23, que diante do Emelec teve uma atuação apagada.

Contra o Internacional, o Cruzeiro tentará a terceira vitória no Campeonato Brasileiro 2019. Para isso, a Raposa precisará quebrar o jejum que já dura nove anos no Beira-Rio. A última vitória celeste jogando diante do Colorado na capital gaúcha aconteceu no dia 9 de maio de 2010. À época, o clube estrelado era comandado por Adilson Batista.

LEIA MAIS:

MÉDICO DO CRUZEIRO ATUALIZA SITUAÇÕES DO ATACANTE RANIEL E LATERAL OREJUELA

As melhores notícias de esportes, direto para você