Roberta e Gabi comandam reação, Brasil vira o jogo e vence a Holanda na Liga das Nações

O Brasil precisou de fôlego para conseguir conseguir a terceira vitória na Liga das Nações. Jogando em Apeldoorn, na Holanda, as comandadas de José Roberto Guimarães saíram atrás do placar, mas sob o comando de Gabi e Roberta conseguiram virar o jogo, e venceram as donas da casa por 3 x 2, em parciais de: 21/25, 30/28, 25/20, 18/25 e 15/11.

Andressa Fischer
Gaúcha, 22 anos | Escrevo sobre vôlei, futebol feminino e dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Divulgação/FIVB

Se a torcida brasileira ficou com um pé atrás com o voleibol apresentado pelo Brasil na primeira etapa da Liga das Nações, em Brasília-DF, pode ter esperanças na continuação da competição. Isto porque as comandados de José Roberto Guimarães demonstraram poder de reação nesta terça (28), contra a Holanda, e começaram bem a segunda fase da VNL, em Apeldoorn.

Você conhece o canal do Torcedores no YouTube? Clique aqui e se inscreva!

A próxima partida da seleção brasileira na VNL é nesta quarta-feira (29), às 11h30min, contra a Polônia, novamente com transmissão do SporTV 2.

O JOGO

As brasileiras fizeram um primeiro set para esquecer. Com a mesma postura tida no revés para a República Dominicana no jogo passado, o time brasileiro não ofereceu nenhum perigo para as holandesas, que brincaram em quadra, e com Daalderop e Djikema inspiradas, fecharam a parcial em 25/21.

No set seguinte, a equipe de Zé Roberto voltou mais concentrada para o jogo e conseguiu controlar as ações das rivais. Os dois times foram trocando pontos até o final da parcial, quando a seleção brasileira demonstrou mais equilíbrio nos fundamentos, e com bloqueio em dia, decretou o empate no jogo: 30/28.

E se a seleção não estava se encontrando em quadra nos sets anteriores, na terceira parcial o time capitaneado por Gabi sobrou em quadra. Com o passe na mão, Macris soube usar as suas principais atacantes, e bem no bloqueio o time virou a parcial: 25/20.

O quarto set é de vida ou morte para as donas da casa. Ou venciam, ou venciam. E jogando sob pressão, o time pareceu crescer mais. Com Jasper inspirada, as holandesas não deixaram as brasileiras jogarem e controlaram totalmente a parcial: 25/18.

Para o tie-break, o treinador brasileiro viu que Macris não estava bem na partida, e colocou Roberta no jogo. A nova levantadora do Osasco deu conta do recado, e mostrou o porque foi convocada. Colocou Gabi para jogar, e a seleção brasileira fechou o último set em 15/11.

*Hora oficial de Brasília-DF

LEIA MAIS

Mercado do Vôlei: Flamengo anuncia a central Roberta, ex-Sesi e Pinheiros