Carille repreende soco de Neymar, mas diz: “Não temos sangue de barata”

Diversas personalidades ligadas ao futebol brasileiro e mundial comentaram sobre o soco de Neymar em um torcedor do Rennes, após a final da Copa da França. O técnico do Corinthians, Fábio Carille, também falou sobre o caso.

Daniel Gois
Estudante de jornalismo da Universidade Católica de Santos. No Torcedores desde janeiro de 2017, escreve sobre futebol, basquete, formula 1 e eventualmente games.

Crédito: Divulgação/PSG

Após a vitória da equipe paulista por 1 a 0, Carille não concordou com a atitude de Neymar, mas questionou o que o torcedor do Rennes teria falado para o brasileiro. Ele destaca a pressão em cima do camisa 10

“Eu vi a imagem, mas não o vi o porquê daquilo. Tem que repreender sim, mas eu gostaria de saber o que foi falado ali. A gente não tem sangue de barata. A pressão que é em cima de mim… imagina o que é a pressão em cima de um Neymar, de um astro mundial. A gente não deve fazer isso, mas gostaria de saber o que o cara falou para ele, para tirá-lo da razão. Ele é um moleque muito do bem para ter feito aquilo e saído da razão”, disse Carille

O craque brasileiro será julgado pela Comissão Disciplinar da Federação Francesa de Futebol e pode ser suspenso por até oito jogos.

VEJA TAMBÉM

Incêndio no Ninho: Flamengo tem negociações emperradas com sete familias

Milan tem sequência decisiva pelo italiano em maio; veja os jogos