Confira 10 jogadoras que podem ser destaque na Copa do Mundo de Futebol Feminino

No dia 7 de junho começa a Copa do Mundo de Futebol Feminino que acontecerá na França. Serão 24 seleções (dividas em seis grupos com quatro equipes) em busca do título mundial. A competição deverá reunir algumas das melhores jogadoras do planeta.

Gabriel Dias
Colaborador do Torcedores

Crédito: Jamie Squire/Getty Images

O Torcedores.com preparou uma lista com 10 jogadoras que podem ser destaque no mundial da França.

Marta (Brasil)

Não poderíamos deixar de começar a lista sem a seis vezes melhor do mundo, Marta. Atualmente no Orlando Pride, dos Estados Unidos, a rainha do futebol é a maior esperança do Brasil para conquistar o primeiro título da Copa do Mundo na categoria.

Pela seleção, a camisa 10 é bicampeã pan-americana (2003 e 2007), tricampeã da Copa América (2003, 2010 e 2018) e tricampeã do Torneio Internacional Cidade de São Paulo (2009, 2011 e 2012). Foi artilheira da Copa do Mundo de 2007, quando também foi eleita a melhor jogadora do torneio, e em 2015 se tornou a maior artilheira da historia da Copa do Mundo de Futebol Feminino com 15 gols.

Alex Morgan (Estados Unidos)

Em abril deste ano, Alexandra Patricia Morgan chegou à marca histórica de 100 gols com a seleção feminina dos EUA. Além disso, a jogadora foi campeã do mundo em 2015, conquistou o ouro nos Jogos Olímpicos de 2012, é tricampeã da Algarve Cuo e foi campeã mundial sub-20 em 2008.

Atualmente no Lyon, da França, um dos melhores times femininos do mundo, a atleta se sentirá em casa nesta edição da Copa do Mundo.

Mana Iwabuchi (Japão)

Grande destaque da seleção japonesa na campanha na Copa da Ásia em 2018, a atacante do Bayern de Munich é a grande aposta da equipe nipônica para chegar a mais uma final de Copa do Mundo. A atleta também foi medalha de prata pela seleção japonesa nos Jogos Olímpicos de Londres em 2012.

Nikita Parris (Inglaterra)

Aos 24 anos, a atacante do Manchester City foi o grande destaque da liga inglesa de futebol feminino (FA WSL 1) na temporada 2018-19 com 19 gols e 7 assistências. Pela seleção inglesa, a jogadora já marcou 9 gols em 24 partidas, e deverá comandar o ataque da equipe em busca do primeiro título mundial.

Lindsey Horan (Estados Unidos)

Mais uma vez a seleção estadunidense chega como uma das grandes favoritas ao título, e um dos destaques desta geração de estrelas americana é a meia-atacante do Portland Thorns, Lindsey Horan. Aos 24 anos, a atleta é considerada uma das principais armas ofensivas da seleção dos Estados Unidos.

Debinha (Brasil)

Débora Cristina de Oliveira, mais conhecida como Debinha, é esperança de gols na seleção brasileira. Aos 26 anos, a atacante foi fundamental na conquista da Copa América de 2018, no Chile, além de ter feito parte da equipe que ficou com o vice-campeonato do Pan-Americano de 2011. Atualmente no North Caroline Courage, a atleta ficou de fora da última Copa do Mundo devido à uma lesão.

Dzsenifer Marozsán (Alemanha)

Camisa 10 da seleção alemã, Marozsán disputou contra Marta e Hegerberg o título de melhor jogadora do mundo na última temporada. Atualmente no Lyon, da França, a meio-campista fez parte da equipe medalhista de ouro nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro em 2016.

Daniëlle van de Donk (Holanda)

Estrela da atual campeã europeia de futebol feminino, a camisa 10 vai comandar a seleção holandesa em busca de um inédito título mundial. A meio-campista do Arsenal fez uma grande temporada na liga inglesa de futebol feminino (FA WSL 1) com 11 gols e 6 assistências.

Wendie Renard (França)

A defensora de 28 anos é sem dúvidas o grande destaque da equipe anfitriã. Atuando pelo Lyon, a atleta venceu onze títulos da liga local e quatro Champions Leagues. Com mais de cem jogos coma a camisa da seleção francesa, ela é hoje é considerada por muitos a melhor zagueira em atividade no futebol feminino.

Almuth Schult (Alemanha)

Favorita ao prêmio Luva de Ouro, concedido à melhor goleira do mundo, a alemã Almuth Schult é promessa de grandes atuações na Copa do Mundo de Futebol Feminino na França. Atualmente no Wolfsburg, da Alemanha, atleta também fez parte da seleção que conquistou o ouro olímpico no Rio em 2016.

Leia mais:

Seleção Brasileira é convocada para Copa do Mundo feminina; veja os 23 nomes

Vadão comete gafe em convocação da seleção brasileira para a Copa do Mundo de futebol feminino e a internet não perdoa; veja