Diego Hypolito comenta repercussão sobre ser homossexual: “Meu telefone não parou de tocar, só porque contei que sou gay”

Um dia após assumir publicamente que é gay, o ginasta Diego Hypolito utilizou as redes sociais para comentar a repercussão de seu depoimento.

Antonio Carlos Junior
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/SM Press

“Causei hoje. Meu telefone não parou, de jeito nenhum, só porque eu contei que eu sou gay. Estou causando na internet, gente. Eu já achava que as pessoas sabiam, mas da minha boca foi dito só agora e me fez bem”, falou Diego em seu perfil no Instagram

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

O atleta olímpico disse que imaginava que as pessoas sabiam sobre sua orientação sexual, mas, que achou importante falar para que outras pessoas não passem pelo bullying que ele mesmo passou. Além disso, Diego espera que se abrir sobre sua sexualidade encoraje outras pessoas a fazerem o mesmo.

“Estou feliz de ter falado, pode ser bobeira, que todo mundo já soubesse e eu acho que é algo importante para que outras pessoas não passem pelo que eu passei. Hoje em dia todos lidam com normalidade e a gente tem que se posicionar para que outras pessoas não entrem em depressão. Estou muito feliz com o carinho que as pessoas estão me dando”, completou na transmissão ao vivo.

REPERCUSSÃO NAS REDES SOCIAIS

Logo após a matéria publicada pelo UOL, as redes sociais foram bombardeadas por usuários desqualificando o anúncio de Diego. No entanto, outros usuários rechaçaram a turma do “Não chocou ninguém” e explicaram que o texto é muito mais sobre a aceitação do atleta do que sobre sua sexualidade.

Diego recebeu centenas de comentários positivos sobre sua aceitação e sobre a coragem de, após 13 anos, ter coragem de assumir para o mundo.

RECEPÇÃO DE GRUPOS LGBT+

Assumir ser gay não é nada fácil, mas, se depender dos grupos LGBT+, Diego se sentirá em casa. Agripino Magalhães, que faz parte da Aliança LGBTI+ e que, durante muitos anos fez parte da organização da Parada do Orgulho LGBT, disse apoiar a decisão de Diego.

Ele também recebeu apoio da artista trans, Luisa Marilac, do esgrimista Fabio Gomes, primeiro atleta da modalidade a se assumir gay e do jornalista Fernando Oliveira, da Jovem Pan, que considera a declaração de Diego um “ato político”.

“O maior ato político de uma pessoa LGBT é ter a coragem de sair do armário. Não importa se as pessoas já desconfiavam”, comentou Fernando.

LEIA MAIS

Diego Hypolito revela dificuldade em assumir sexualidade por conta do esporte: “Nunca mais vou deixar de viver o que eu sou. Eu sou gay”