Ex-marido de lutadora do UFC é condenado a quatro anos de condicional por violência doméstica

Nesta semana, o julgamento envolvendo Arnold Berdon, ex-marido da lutadora do UFC Rachel Ostovich teve um final. O também lutador de MMA foi condenado a quatro anos de liberdade condicional por ter agredido sua então esposa em incidente no final de 2018. A informação é do MMAFighting.

Victor Martins
Um homem que acredita ser jornalista, escritor e 'chato'. Decidam vocês qual será a opção escolhidaFormado na Universidade Metodista de São Paulo. No Torcedores desde 2016 ou algo pareciod.

Crédito: Reprodução/Instagram

Berdon iniciamente não contestou a acusação de violência doméstica na qual foi julgado num tribunal de Honululu, no estado americano do Havaí. Inicialmente, o pedido da promotoria era de que o lutador deveria ficar cinco anos preso pelo ataque à Ostovich.

Ostovich depôs no julgamento e disse que não pediria que a pena fosse aumentada além dos dias em que seu ex-marido ficou na cadeia quando foi preso. A ordem de restrição da lutadora do UFC contra seu ex-marido deve expirar oficialmente neste domingo (19).

No incidente, Berdon agrediu Ostovich repetidamente com vários socos que causaram uma série de lesões no corpo da lutadora, incluído a quebra do osso orbital da face. Ostovich entrou com processo de divórcio contra Berdon e ganhou a custódia da filha de seis anos do casal. Berdon terá direito a visitas supervisionadas e terá de passar por tratamento de controle de raiva e cursos de prevenção de violência doméstica antes de pedir a guarda da filha.

LEIA MAIS

Técnico de McGregor diz que irá voltar a ser córner do irlandês

UFC 240 terá Holloway x Edgar como luta principal

Dos Anjos confia em finalização para vencer Kevin Lee no UFC Rochester

(Crédito da foto:Reprodução/Instagram)