Feita de plástico reciclável, camisa 3 do Flamengo é pouco vendida

Lançada em julho de 2018, a terceira camisa do Flamengo foi usada apenas duas vezes pelo time principal. Feita de plástico retirado do oceano e poliéster reciclado, com o objetivo de preservar o meio ambiente, o uniforme teve uma procura baixíssima nas lojas.

Gabriel Dias
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação/Flamengo/Facebook

A camisa faz parte de uma campanha da Adidas, fornecedora de material esportivo do clube, com o objetivo de economizar os recursos do planeta, através do reaproveitamento de matérias não biodegradáveis. Times como Real Madrid, Bayern, Juventus e Manchester United também participaram da campanha.

O uniforme acabou sendo esquecido pela diretoria do clube carioca que prioriza a utilização do camisa 1, e quando não for possível a 2. Essa decisão refletiu nas vendas do uniforme 3, que possui cerca de 15 mil camisetas estocadas.

A justificativa da diretoria é de que a camisa não remete a tradição rubro-negra. O azul foi escolhido em homenagem ás praias do Rio de Janeiro.

O uniforme foi utilizado pelo clube apenas no empate em 1 a 1 com o Santos na Vila Belmiro, em São Paulo, e na derrota por 3 a 0 para o Athletico na Arena da Baixada, no Paraná, ambos os jogos pelo Campeonato Brasileiro de 2018.

O uniforme segue o caminho contrário das camisas 1 (rubro-negra) e 2 (branca) lançadas no primeiro semestre de 2019 que já são sucessos de venda. Já existe a previsão do lançamento de um novo terceiro uniforme nos próximos meses, mas não há informações de como será a nova camisa.

Enquanto isso, para evitar o prejuízo, algumas lojas já estão vendendo a camisa feita de material reciclado na promoção. Em alguns lugares o preço original de R$ 249,90 caiu, variando entre R$ 119,99 e R$ 149,90 em lojas físicas e online de todo o Brasil.

Leia mais:

Veja as cinco maiores torcidas femininas do futebol brasileiro

Veja por onde anda Diego Maurício, o Drogbinha do Flamengo