“Se um colega se assumisse gay, eu o encorajaria a ser feliz”, declara Griezzmann

O atacante Griezmann participou do documentário “Futbolista y homosexual, en el corazón del tabú (Futebolista e homossexual, no coração do tabu), que foi exibido pelo canal “France 2” nesta última terça-feira (13).

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação / Twitter Atlético de Madrid

O jogador do Atlético de Madrid foi um dos poucos que aceitou falar sobre o assunto, dando apoio aos atletas que passam por essa situação.

Ele foi questionado sobre o que faria caso um colega de equipe ‘saísse do armário’. O francês respondeu de forma clara: “Eu o encorajaria a ser orgulhoso e feliz, acho que ele poderia abrir a porta para os outros e fazer qualquer coisa para estar perto dele e mostrar que é normal.”

Foco do documentário

Este documentário foi dirigido por Yoann Lemarie, presidente da associação “Foot Ensemble”, em parceria com Michel Royer, visando investigar a homofobia no mundo do futebol.

Yoan foi um ex-jogador amador do FC Chooz de Ardennes (FRA) e que foi expulso do clube ao assumir sua opção sexual em 2004. Em entrevista para o ‘Le Parisiene’ ele mostrou como ficou contente com a participação de Griezmann: “Eu sempre sonhei em ver uma grande estrela falando assim, fiquei muito animado”.

Além do atacante, outros nomes conhecidos do mundo do futebol aceitaram participar do documentário. Os ex-jogadores Laurent Blanc, Fabien Barthez e o técnico francês Didier Deschamps concordaram em participar.

LEIA MAIS

SIMEONE PERDE “INTOCÁVEIS” E SÓ UM DELES PERMANECE NO ATLÉTICO DE MADRID

GRIEZMANN ANUNCIA SAÍDA DO ATLÉTICO DE MADRID