Torcedores – Notícias Esportivas

Jornal critica diretoria omissa e diz que Neymar e Daniel Alves mandam mais do que dirigentes no PSG

O jornal francês Le Parisien criticou duramente a omissão da diretoria do Paris Saint-Germain ao longo da temporada europeia e apontou atletas que mandam mais nos bastidores do clube do que os próprios dirigentes, entres os citados, estão os brasileiros Neymar e Daniel Alves. “A república dos jogadores”, destaca a manchete da publicação, que ainda inclui o atacante Mbappé na lista dos “rebeldes”.

Danielle Barbosa
Jornalista. Escrevendo para o Torcedores desde 2014.

Crédito: Shaun Botterill/Getty Images

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Segundo o jornal, “desde a partida de Leonardo, a autoridade do clube é apenas incorporada por Nasser Al-Khelaïfi. O presidente é também quem toma a decisão final em muitos casos, particularmente no caso de Kylian Mbappé. Ele é até mesmo o único interlocutor com a família do número 7 que, como a maioria dos jogadores, prefere falar diretamente com o chefe e não com seu diretor de esportes”.

“Depois de Daniel Alves, alegando em entrevista ao RMC ser “mais ouvido” e Neymar dizendo jovens que deveriam “ouvir mais do que falar”, a declaração Kylian Mbappé dá um pouco mais a impressão de que o vestiário tem cada vez mais poder. Até quando?”, questiona a publicação, mantendo seu tom crítico.

No domingo (19), ao receber o prêmio de melhor jogador da Ligue 1 – o Campeonato Francês – Mbappé deu uma declaração que causou polêmica. “Talvez esse seja o momento de ter mais responsabilidades. Talvez seja no PSG, com muito prazer, ou talvez em outro lugar, com um novo projeto”, disse o astro na oportunidade.

Vale destacar que nas últimas semanas a imprensa francesa chegou a noticiar uma confusão entre Neymar e Draxler no vestiário do PSG. O caso foi desmentido pelo clube.

LEIA MAIS:
Quebrar o ego, ser humilde e trabalhar com um árbitro: personalidades dão dicas para Neymar crescer na França