Jogador da base do Avaí sofre parada cardíaca em treinamento; quadro é estável

Um grande susto foi vivenciado no treinamento da equipe juvenil do Avaí nesta terça-feira (14). O atleta Vitor Flecha, de 17 anos, sofreu uma parada cardíaca. Em um primeiro instante, o garoto foi reanimado pelos médicos do clube, e posteriormente foi atendido pelo Arcanjo, helicóptero dos Bombeiros.

Cido Vieira
Jornalista formado e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com desde o ano de 2017, já acumulei diversas funções no site e atualmente me dedico a cobertura do futebol nordestino. No Twitter (@cidovieira90)

Crédito: Divulgação - Bombeiros

O jovem trabalhava em um campo de grama sintética que fica anexo à Ressacada, quando acabou se sentindo mal. Com a chegada dos Bombeiros, o quadro de Vitor Flecha foi revertido. Foram cerca de 20 minutos de atendimento com o uso do desfibrilador para retomar a normalidade dos batimentos cardíacos do atleta.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

Avaí

Foto: Alceu Atherino Neves / Avaí FC

Após o susto, Vitor Flecha foi levado para o Hospital da Caridade para receber o tratamento especializado. De acordo com informações do Avaí, o quadro clínico do atleta é estável.

VEJA A NOTA NA ÍNTEGRA:

O Avaí Futebol Clube informa que seu atleta Vitor Flexa de Araújo, 17 anos (25/02/2002), sofreu uma parada cardiorrespiratória enquanto treinava na manhã desta terça-feira (14/05), em quadra coberta ao lado do CFA. O atacante foi prontamente atendido pela equipe do clube, médico Sérgio Campos de Mello Junior, socorrista Gilberto Fernandes e massagista Rodheber Lopes, que realizaram manobras de ressuscitação. Após a reversão da parada cardiorrespiratória, o jogador foi levado pelo helicóptero Arcanjo ao Hospital de Caridade, onde encontra-se internado e passa por exames, com melhora parcial.

A pronta intervenção da equipe médica do clube foi fundamental para a ressuscitação do atleta, com uso de equipamentos do clube e medicação endovenosa. O suporte dado pelo helicóptero Arcanjo, do Corpo de Bombeiros, que chegou em seguida ao local, também foi preponderante para reversão e estabilização do quadro. Segundo o médico Sérgio Mello, o fato de o atendimento ter sido imediato foi decisivo para a vida do jogador, que sofreu a parada sem qualquer trauma. Ele caiu no gramado desacordado.

O Avaí agradece sua equipe médica pela pronta atuação e também ao Corpo de Bombeiros, pelo rápido socorro da equipe do helicóptero Arcanjo. O clube também está dando todo o suporte ao jogador e seus familiares, avisados tão logo o atleta foi atendido.

LEIA MAIS:
RONALDO CITA MOBILIZAÇÕES PARA NEGROS E GAYS, MAS DIZ: “NINGUÉM ME DEFENDEU QUANDO CHAMAVAM DE GORDO”
OLHO NA AGENDA: CONFIRA OS JOGOS DOS CLUBES DA ELITE ATÉ A PARADA PARA A COPA AMÉRICA