Lewis Hamilton faz volta voadora no final e lidera TL3 da F1 na Espanha

Lewis Hamilton foi o piloto mais rápido do terceiro treino livre para o Grande Prêmio da Espanha, quinta etapa da temporada da Fórmula 1. Na atividade realizada na manhã deste sábado (11) no Circuito de Barcelona, em Montmeló, o inglês da Mercedes marcou na parte final da sessão 1min16s568, utilizando pneus macios, se tornando o primeiro piloto do final de semana a andar abaixo da casa de 1min17s.

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: Getty Images

A segunda posição ficou com Charles Leclerc, monegasco da Ferrari que foi 0s531 mais lento em relação ao pentacampeão do mundo. Valtteri Bottas, que perdeu muito tempo nos boxes por conta de uma rodada na parte inicial do treino, fechou apenas nove voltas na sessão, mas anotou o terceiro tempo, sendo seguido por Sebastian Vettel, quarto com a Ferrari.

A Haas segue mostrando força no final de semana, e colocou Romain Grosjean na quinta posição do treinamento, logo à frente de Kevin Magnussen. Max Verstappen, com a Red Bull, fechou o treino com a sétima colocação, enquanto Alexander Albon, da Toro Rosso, foi o oitavo. O grupo dos dez primeiros ainda contou com Kimi Räikkönen, da Alfa Romeo, e Carlos Sainz, da McLaren.

A atividade de 60 minutos contou com duas paralisações. Com 20 minutos de treino, Bottas rodou sozinho com seu Mercedes e parou na caixa de brita, provocando uma bandeira vermelha que durou seis minutos. Depois, já nos instantes finais do treinamento, George Russell escapou da pista e acertou a barreira de proteção com a Williams, decretando o final do ensaio.

A partir das 10h acontece a classificação que definirá as posições de largada para a corrida. O Grande Prêmio da Espanha de Fórmula 1 será disputado no domingo (12), a partir das 10h10.

Confira como foi o terceiro treino livre:

A sessão foi aberta às 7h, pelo horário de Brasília, com alguns pilotos partindo para suas voltas de instalação. O primeiro a registrar tempo foi Robert Kubica, que cravou um alto 1min28s795 com a Williams. O polonês ainda melhorou seu tempo em praticamente dois segundos, mas foi superado com facilidade por Charles Leclerc, que marcou 1min19s334 com a Ferrari.

Sebastian Vettel logo tomou a liderança da tabela de tempos, e o que se viu a partir daí foram os dois pilotos da Ferrari se revezando na liderança, com o alemão cravando 1min18s255. Apesar disso, apenas seis pilotos registraram voltas rápidas nos primeiros 15 minutos da atividade: as duplas de Williams, Renault e da equipe baseada em Maranello.

Vettel rodou no terceiro setor com 16 minutos de atividade, sem causar grandes consequências no carro. Quem não teve a mesma sorte foi Valtteri Bottas, que rodou e parou na caixa de brita, provocando a paralisação da atividade quando restavam 40 minutos para o final da sessão. O grupo dos cinco primeiros era composto por Vettel, Leclerc, Daniel Ricciardo, Alexander Albon e Nico Hülkenberg.

A sessão foi reiniciada após seis minutos, e na abertura da segunda metade do treinamento, Lewis Hamilton anotou 1min17s655, usando pneus médios em sua Mercedes. Max Verstappen, por sua vez, avançou para a quarta posição com a Red Bull, ficando atrás apenas da dupla da Ferrari e do vice-líder do campeonato. Com o outro carro do time austríaco, Pierre Gasly subiu para o sexto lugar em seu primeiro giro.

Alexander Albon, com pneus macios em sua Toro Rosso, anotou a melhor primeira parcial do treinamento quando restavam 20 minutos para o encerramento da sessão, mas acabou atrapalhado por um piloto da McLaren, e se viu obrigado a abortar a volta. Bottas finalmente voltou à pista quando restavam 16 minutos para o final do treinamento em Montmeló, e avançou para a primeira posição com 1min17s291, usando pneus macios.

Leclerc tratou de colocar a Ferrari na liderança da folha de tempos quando restavam 13 minutos, ao anotar 1min17s099, também usando os pneus macios. Hamilton tomou a ponta um pouco depois, cravando 1min16s568, enquanto Vettel pulou para o terceiro lugar. Quem se colocou entre os cinco primeiros neste instante foi Romain Grosjean, quarto apenas 0s020 atrás do alemão da Ferrari.

Restando cinco minutos para o encerramento da sessão, George Russell achou a barreira de pneus, e forçou a segunda bandeira vermelha da atividade. O acidente provocou o encerramento antecipado da atividade.

Foto: Getty Images