Matthaus, ídolo do futebol alemão, critica Reus e Gotze pelo momento do Borussia Dortmund

O Borussia Dormtund esteve com o título da Bundesliga nas mãos por um bom tempo nesta temporada, mas caiu drasticamente de produção no segundo turno e permitiu que o Bayern de Munique assumisse a liderança. Lothar Matthaus, um dos melhores jogadores alemão da história, criticou o treinador Lucien Favre e também Marco Reus e Mario Gotze.

Paulo Silva
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Getty Images

“Se Favre brilhou, foram através de substituições perfeitas”, Matthäus disse em sua coluna no Sky Sport. “Do lado de fora, nas situações quentes em que o jogo se inclina, raramente surge um impulso emocional. O treinador suíço não teve a emotividade que era necessária em jogos importantes.”

Nos últimos jogos, assim como no segundo turno como um todo, o Borussia perdeu pontos depois de estar à frente no placar, permitindo que o adversário empatasse ou virasse. No clássico contra o Schalke 04, os aurinegros sofreram um impactante 4 a 2, depois de ter aberto o placar no Signal Iduna Park.

Na partida diante o Werder Bremen, no último sábado (4), o mesmo cenário: 2 a 0 e em seguida o empate sofrido.

“Contra Werder Bremen, a equipe do Favre foi inicialmente dominante, depois, de repente, eles (time do BVB) descansam na liderança, recuam, tomam um gol e desmoronam – e isso acontece regularmente “, criticou Matthew.

“Mas não só Lucien Favre empurrou o time para a defesa. Mesmo no campo, não havia ninguém que despertasse o time e os tirasse de sua fase de sono, nem Reus, nem Götze, Delaney, Witsel ou Bürki fizeram isso com a determinação necessária”, completou Matthaus.

Faltando dois jogos para encerrar a Bundesliga, o BVB está quatro pontos atrás do Bayern e precisa de um pequeno milagre para ficar com o título: torcer para seu rival ter um empate e uma derrota em seus dois jogos e, além do mais, fazer sua parte e somar seis pontos.

LEIA MAIS:

De saída do Bayern, Ribéry se emociona em entrevista: “Será difícil dizer adeus”