Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Mercado do Vôlei: Saiba como estão as negociações dos clubes brasileiros

Com o fim da temporada feminina no Brasil, os clubes começam a se movimentar para reforçar seus times. Nomes importantes pipocaram no mercado, confira as principais movimentações do mercado.

Tauany Rodrigues
Apaixonada por vôlei, futebol americano e futebol, mas amante de todos os esportes.

Crédito: Instagram Minas Tênis Clube (@mtcvolei)

Com o fim da Superliga Feminina, os clubes brasileiros encerraram todas as suas competições na temporada 2018/2019. Isso faz com que os times brasileiros inicem a movimentação no mercado em busca de reforços.

Alguns clubes trazem novos nomes para atuar no Brasil. Caso do Sesi Vôlei Bauru, que irá contar com a oposta Polina Rahimova. A atleta já é velha conhecida do público que acompanha vôlei internacional, já que a mesma jogou em grandes clubes como o turco Fenerbahçe.

O clube do interior paulista também renovou os contratos das centrais Andressa e Valquíria, e da ponta/oposta Tiffany. Também renovaram contrato a líbero Tássia e levantadora Naiane. Uma das revelações da temporada, a ponteira Gabi Cândido é outra que irá permanecer. O time perdeu a levantadora Fabíola, que vai defender o Sesc/RJ e respondeu à altura, contratando a campeã olímpica Dani Lins, que estava no Hinode Barueri.

O Sesc/RJ também se reforçou. Eliminado nas quartas de final da Superliga, o time comandado por Bernardinho trouxe a oposta Tandara, que estava na China, além de Fabíola. A líbero Natinha também chega pra reforçar o time, que renovou os contratos de Drussyla, Gabiru e Juciely.

Outras atletas também foram contratatadas. A ponteira Amanda, que é velha conhecida da torcida carioca, retorna ao clube. As centrais Milka e Lara também chegam e a ponta Ariele completam as contrataçoes.

O Osasco Audax trouxe do rival Sesc/RJ a levantadora Roberta e a central Bia. Camila Brait, jogadora muito identificada com o time, continua no clube. as pontas Vanessa, Fernanda Tomé e Ellen também chegam para reforçar o elenco. O time que não contará com Hooker, ainda não anunciou a nova oposta. Mara é outra que chega do atual campeão, o Minas Tênis Clube.

Os finalistas

Minas Tênis Clube e Praia Clube, finalistas da Superliga e melhores times do Brasil na temporada, estão passando por momentos diferentes no mercado.

Enquanto o Praia Clube mantém as principais peças – das titulares, apenas Carli Lloyd irá sair do time – o Minas perdeu suas melhores jogadoras.

Natália e Gabi seguirão para o exterior. Mais precisamente para a Turquia. Será a segunda passagem de Natália pelo país. Na primeira, a brasileira foi campeã pelo Fenerbahçe e eleita a MVP do campeonato. Mas dessa vez, a ponteira irá representar o Eczacibasi Vitra, que já contou com as centrais brasileiras Thaisa e Andressa.

O destino de Gabi, ao que tudo indica, será o atual campeão turco, o Vakifbank Istanbul. A ponteira brasileira chega para substituir Ting Zhu, ponteira chinesa que deixará o clube turco.

Mesmo perdendo as duas principais jogadoras para o exterior, e as centrais Mara que seguirá para Osasco e Mayany, que está envolvida em negociações também com o clube paulista, o clube mineiro anunciou um pacote de renovações. Macris, Gattaz, Bruna e Leia do time titular. Bruninha, Lana e Laura das reservas. Para o lugar de Mara, o time agiu bem e trouxe a bicampeã olímpica, Thaisa. A ponteira venezuelana Acosta também chega ao clube mineiro.

O Minas ainda irá perder o treinador italiano, Stefano Lavarini, que volta à Itália para comandar o Busto Arsizio.

Praia matém a sua base

Vice – campeão da temporada, o Praia Clube, seguirá com a base do time desse ano. Fawcett, Fernanda Garay e Carol, estão renovadas. A ponteira Michelle, que foi titular a maior parte da temporada, também seguirá no time de Uberlândia, assim como a líbero Suelen. Das reservas, Ananda, Fran e Laís tbm reovaram contratos. Lloyd voltará para a Itália. Os rumores apontam que a levantadora americana irá retornar ao Casalmaggiore, time pelo qual a jogadora se sagrou campeã da Champions League.

Rosamaria é um caso a parte. O clube mineiro não tem intenção de continuar com a jogadora, que foi procurada por Osasco, mas que devido a alta pedida salarial, ficou sem espaço. Ela deverá seguir para a Europa.

A central Fabiana ainda não teve o seu futuro definido.

Os demais clubes

Enquanto a maioria dos grandes clubes seguem se moviementando no mercado, o Hinode Barueri, de José Roberto Guimarães, sai atrás da concorrência. Perdeu as principais atletas, e em contra partida apenas renovou os contratos de Juma e Tainara. A única contratação é a central Diana, que defendeu o São Caetano.

Situação parecida com que viveu o Osasco Audax ano passado. Na ocasião, o time de Luizomar de Moura saiu atrás no mercado, após perder o patrocínio da Nestlé e precisar correr atrás de novos apoiadores.

Já o Curitiba busca apoiadores para poder contar com grandes nomes como as bicampeãs olímpicas Sheilla e Paula Pequeno.

O Esporte Clube Pinheiros também agiu rápido e já fechou seu time titular com a levantadora Lyara, a oposta Edinara, as pontas Clarisse e Pri Souza. As centrais serão Camila Paracatu e Saraelen. A líbero segue sendo Juju Perdigão, que reveza com Leticia.

Bicampeã olímpica pela seleção brasileira, a ponteira Jaqueline segue sem clube. A atleta que não atuou por nenhum time na temporada passada, tem intenção de voltar a jogar, mas até agora não está confirmada em nenhuma equipe.