Neymar terá cláusula de rescisão avaliada em R$ 750 milhões a partir de 2020, diz jornal

Neymar está prestes a completar sua segundo temporada com a camisa do Paris Saint-Germain, e apesar das eliminações precoces na Champions League, das polêmicas e das lesões no clube parisiense, o atacante segue sendo cotado para deixar a equipe. E o que poderia facilitar ou dificultar sua saída é o fato de não ter multa rescisória por enquanto. De acordo com o jornal Mundo Deportivo, porém, essa situação irá mudar em 2020.

Danielle Barbosa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Shaun Botterill/Getty Images

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!
Siga o Torcedores também no Instagram

Segundo a publicação catalã, o contrato de Neymar com o PSG só não possui nenhum valor referente a multa rescisória em seus primeiros três anos, mas a partir da quarta temporada, o preço para tirá-lo da equipe será de 170 milhões de euros (R$ 750 milhões, na cotação atual).

Veja os PROGNÓSTICOS dos especialistas para os jogos da semana

O valor em questão é 52 milhões de euros (cerca de R$ 228,8 milhões) a menos do que o clube parisiense investiu para contratá-lo junto ao Barcelona pelo valor integral da multa rescisória que Neymar tinha com o time catalão.

Neymar é constantemente especulado como reforço do Real Madrid, mas o dono do PSG, Nasser Al-Khelaïfi, não deve liberá-lo na próxima temporada – o que pode mudar a partir da metade de 2020.

LEIA MAIS:
Jornalistas cobram atitude de Tite após soco de Neymar em torcedor e defendem não convocação para Copa América