Papa Francisco reafirma seu amor pelo futebol: “É o esporte mais belo do mundo”

Durante evento realizado na Itália, papa Francisco lamenta interesses econômicos que afetam o futebol e pede para que a “beleza” do esporte não termine por causa dos “negócios”.

Adriano Oliveira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Pier Marco Tacca/ Getty Images

O futebol é o esporte mais belo do mundo“. A afirmação é do papa Francisco e foi dada na sexta (24), em evento organizado em conjunto pelo jornal italiano “Gazzeta dello Sport”, Federação Italiana de Futebol e Ministério da Educação da Itália.

O papa, que é torcedor do San Lorenzo, da Argentina, aproveitou a oportunidade no encontro denominado “Futebol que Amamos”, para pedir “proteção ao amadorismo” do esporte, além de se pronunciar sobre aspectos que distorcem a legitimidade do futebol.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

“Muitos definem o futebol como esporte mais belo do mundo. Eu penso do mesmo jeito, mas é uma opinião pessoal. Mas, por favor, protejam o amadorismo. Que a beleza do futebol não termine no ‘Dou para que dês’ dos negócios financeiros. Não se esqueçam de onde vocês começaram, aquele campo na periferia, aquele pequeno clube… Desejo que vocês sintam sempre gratidão pela sua história, feita de sacrifícios, vitórias e derrotas”, declarou o sumo pontífice da Igreja Católica.

O evento teve a presença de aproximadamente seis mil pessoas e contou com a participação de treinadores, dirigentes, jogadores em início de carreira e personalidades notáveis, como o jogador camaronês  Samuel Eto’o e Roberto Mancini, técnico da seleção italiana.

Neste mês de maio, o Vaticano também criou sua primeira equipe de futebol feminino, por iniciativa do próprio papa Francisco. O time será formado por funcionárias e seus parentes, com idade entre 25 e 45 anos. A partida de estreia será no domingo (26), diante da Roma.

O time masculino do Vaticano existe há 48 anos e os jogadores são da Guarda Suíça, integrantes do Conselho Papal e guardas dos museus. A equipe só pode disputar jogos contra adversários que não são filiados à Fifa.

LEIA MAIS

Clericus Cup: conheça a Copa do Vaticano

Jogador deixa clube da Série C após ser aprovado em concurso da Polícia Militar