Patric se emociona, avalia críticas e mira sequência no Atlético-MG

O lateral-direito Patric nunca foi unanimidade entre os torcedores do Atlético. A relação de amor e ódio com as arquibancadas é uma constante na sua trajetória pelo clube mineiro. Se nas vitórias pouco é lembrado, nas derrotas o cenário tem sido outro. Ele, de fato, reconhece que já ‘pisou na bola’ em algumas situações.

Eder Bahúte
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: TV GALO

Em 2018, Patric esteve perto de trocar o Atlético pelo São Paulo, mas a diretoria entendeu que seria importante a sua permanência. No fim, o vínculo foi renovado.

Após ter dura concorrência com Emerson, que acabou negociado com o Barcelona, Patric agora disputa uma vaga no time titular com o jovem Guga, que foi destaque no Avaí.

Na partida contra o Santos, pela Copa do Brasil, foi acionado quando Fábio Santos pediu substituição. Ao relembrar a atuação da última quarta, quando foi eleito um dos melhores em campo, não escondeu a emoção.

Quase chorei mesmo. Eu estava fazendo uma reflexão, querendo entender meu legado no Atlético. Estou há tantos anos aqui, já saí várias vezes porque quis jogar. E esse prêmio foi uma resposta. É trabalho. Muita coragem e dedicação. Quero convencer aquelas pessoas que ainda possui uma intolerância com meu nome. Se eu consigo jogar em meio a adversidade, imagina com o torcedor do meu lado. Creio que vou viver muitos anos no Atlético. Meu filho nasceu atleticano. Foi aqui que consegui dar uma casa para minha mãe”, disse.

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

“Daqui a pouco serão 150 jogos pelo clube…E não são 150 jogos só nas coisas boas. Foram três presidentes, uns oito ou nove treinadores. Tem sido um tempo muito prazeroso Nunca perdi, sempre aprendi. Cada um tem uma forma de pensar. Algumas (cobranças) são justas, erros dentro de campo, e outras um pouco muito críticas. As coisas antigas deixo para trás, olho sempre para frente e pode ter certeza que vontade não vai faltar”, completou Patric.

Titular no domingo?

Com Fábio Santos machucado, Patric poderá receber mais uma chance no sábado, contra o Flamengo, pela quinta rodada do Brasileirão.

“Estou sempre preparado. Tenho essa versatilidade de jogar na direita, na esquerda. Fiquei muito feliz pela minha atuação pessoal e coletiva. Quando o professor optou por mim (improvisação) já mostra a confiança que ele tem no meu trabalho, então as coisas ficam mais fáceis”, concluiu.

LEIA MAIS:

ATLÉTICO-MG X SANTOS: ASSISTA AOS MELHORES MOMENTOS DA PARTIDA DA COPA DO BRASIL