Extra-campo

São Cristóvão faz homenagem a Djalminha na reinauguração do seu ginásio

Publicado às

Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto / Vanderlei Corrêa

Lutas, glórias, vitórias e revelações. Tudo isso o São Cristóvão acumulou em 120 anos de história. O time do Rio de Janeiro passa por muitas dificuldades financeiras, porém, seu passado de conquistas não reflete os problemas que passa atualmente.

Na última quarta-feira (14) o clube carioca tratou de fazer uma linda homenagem ao seu ex atleta, Djalma Feitosa Dias, o Djalminha. Que foi um dos maiores atletas de futsal da história do São Cristóvão. O clube homenageou o craque com uma placa, dando ao ginásio do time o nome do ex-jogador.

Na homenagem, Djalma marcou presença com sua família e amigos, onde mostrou sua alegria e o valor daquele momento, e afirmou em entrevista ao Torcedores.com que vê uma “luz no fim do túnel” dentro da situação delicada do clube:

Clique aqui para acompanhar a transmissão ao vivo de todos os jogos da Série C do Brasileirão de graça por 1 mês.

“É um clube que tem uma vantagem de ter uma história, né. Um clube que passaram grandes jogadores aqui, não digo nem o Ronaldo que começou aqui, ou eu mesmo que comecei aqui no futsal. Jogadores realmente de alto nível já passaram aqui. O São Cristóvão já foi campeão carioca, então é um clube que tem uma história, basta você conseguir colocar pessoas que querem realmente o crescimento do São Cristóvão, que eu acho que a coisa tem possibilidade de melhorar sim”

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

Envolvido em várias polêmicas durante sua carreira, Djalminha não considera que tenha ficado “fora da Copa do Mundo” por suas atividades disciplinares. Como foi o caso em 2002, quando jogava pelo La Coruña e deu uma “cabeçada” em seu ex-técnico, Javier Irureta.

“Na verdade eu não fui tirado de Copa do Mundo nenhuma, foram convocados outros jogadores. Acho que assim, não tem um jogador que foi convocado em meu lugar. Eu acho que o fato de eu não ter ido à Copa, eu sempre falo assim, eu tinha condições de ir, eu sei que tinha condições de ir, mas os treinadores não levaram né, tem que respeitar independente dos motivos.” – afirmou o meia, ex-Palmeiras

Muitos conhecem o São Cristóvão pelo time que revelou o Ronaldo Fenômeno, mas o “São Cri-Cri” vai um pouco além disso. Campeão do Carioca de 1926, o clube dos cadetes fez grandes revelações no futebol brasileiro. Além de Djalminha e Ronaldo, o time carioca trouxe ao futebol grandes nomes como: Leônidas, Parreira (ex-preparador físico da Seleção Brasileira) e Afonsinho.

Dono do estádio que é considerado o mais antigo do Rio, o São Cristóvão hoje disputa a quarta divisão do Campeonato Carioca. Atualmente temos um São Cri-Cri com dificuldades, não de se tornar grande, pois o fator histórico comprova que o time é gigante, mas de ganhar novamente a atenção dos amantes da bola.

LEIA MAIS:

Copa América: Colômbia divulga pré-lista sem Borja, mas com Orejuela, Aguilar, Cuéllar e Chará

Goleiros se unem e lançam campanha por respeito após caso envolvendo Sidão; assista