Torcedores invadem jogo na Suíça e ordenam jogadores a entregarem camisas; assista

Referência em educação e desportividade, a Suíça protagonizou cenas lamentáveis na elite do seu futebol no último fim de semana. Um grupo de torcedores Grasshopper, maior campeão nacional do país, invadiu o gramado e paralisou o duelo contra o Luzern, quando o duelo apontava 4 a 0 para o rival, e sacramentava assim o primeiro rebaixamento para a segunda divisão na história do clube.

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com, trabalho como setorista do Botafogo e futebol nordestino

Crédito: Reprodução - YouTube

Restando pouco mais de 25 minutos para o embate acabar, alguns fãs do Grasshopper resolveram pular a grade que separa a arquibancada do gramado e adentraram no campo sem muita correria. Curiosamente, enquanto os guardas se aproximaram para conter os torcedores, estes acenavam para os jogadores, convocando-os para uma conversa.

Capitão da equipe, o goleiro Lindner foi um dos primeiros a conversar com os invasores, recebendo inclusive um afago dos fãs. Posteriormente, os outros atletas caminharam em direção aos torcedores, mas desta vez a reação foi inversa. Eles começaram a ordenar que todos retirassem as camisas do clube.

Reprodução – YouTube

De acordo com a imprensa suíça, o argumento é que eles não seriam dignos de defender o time suíço. Alguns teriam gritado que eles deveriam retornar para os vestiários rastejando.

Sem condições de jogo, a partida foi interrompida e encerrada quando o marcador apontava 4 a 0, e segundo a imprensa local, o Luzern será considerando vencedor, decisão esta que culminaria no rebaixamento histórico do Grasshopper, restando nove rodadas para o término da competição.

Em nota oficial, a diretoria do Grasshopper condenou a postura dos torcedores – que já haviam tido atitude semelhante no dia 16 de março, quando o time foi derrotado pelo Sion por 3 a 0. Quando o placar apontava 2 a 0 para os visitantes, os fãs atiraram sinalizadores no gramado, o que forçou a interrupção da partida.

– Isso é uma vergonha e simplesmente inaceitável. Colocar em perigo torcedores, funcionários do estádio e jogadores não é aceitável pelo Grasshopper. Desordeiros abalam o futebol desta forma. Mais uma vez, eles impediram o curso normal de um jogo do campeonato e feriram o clube e o Luzern – disse o clube na nota oficial.

O clube informou ainda que iniciará um processo judicial, dando queixa à polícia, e junto à federação suíça contra os invasores.

– A situação ficou ameaçadora em uma escala que decidimos, junto às forças de segurança, entregar as camisas ao grupo. A segurança dos jogadores e os fãs pacíficos eram mais importantes para nós. A decisão não significa que aprovamos o comportamento questionável – completa a nota.

LEIA MAIS:
RODRYGO PROJETA EVOLUÇÃO NO REAL MADRID: “TENHO QUE MELHORAR EM TUDO”