Vasco: Luxemburgo não dá pistas sobre Sidão titular, e destaca importância de Maxi López

Em entrevista coletiva nesta sexta-feira (17) no Vasco, Vanderlei Luxemburgo despistou sobre a possível equipe titular e nem mesmo quis antecipar nem mesmo sobre Sidão.

Roberto Junior
Jornalista. Como todo torcedor também gosto de dar meus pitacos. Fã da seleção italiana, do Milan e do Arsenal.
Vasco

Crédito: Rafael Ribeiro/vasco.com.br

Ao ser questionado sobre dar poderia dar “pistas” do time que treinou durante a semana, Luxemburgo tirou risos da imprensa.

“Aqui uma pista de grama (risos)”. brincou. Já sei de tudo já, daqui a pouco vocês vão sair daqui e eu vou trabalhar”, completou Luxemburgo, que não quis falar nem se Sidão iniciará como titular após a polêmica do último jogo.

“Isto é uma coisa que depois vocês vão descobrir. Quando vocês (imprensa) saírem daqui eu vou treinar. Vou ver se tem algum cagueta aqui (risos)”, disse dando gargalhada.

“Esses jogadores a partir de agora precisam entender o que é o Vasco da Gama e o motivo deles estarem aqui. É importante eles saberem o que é o Vasco da Gama e o que representa jogar aqui. Eu sei o motivo de eu estar aqui, então se eles não souberem não adianta nada”

“Então quero ver eles dentro do campo entendendo a história do clube e o quanto eles têm de se empenhar para sair dessa situação pela história do clube. O time que eu quero é um time aguerrido, brioso… joguei muito contra o Vasco é um time difícil. A nossa casa tem que ser respeitada, o adversário tem que respeitar. Isto tudo é uma busca para os jogadores entenderem. Se eles discutirem entre eles o que querem, a coisa funciona” 

MAXI LÓPEZ E SUA IMPORTÂNCIA

Durante a semana, Luxemburgo e Maxi López foram flagrados muito próximos conversando sobre posicionamento em campo. Luxa explicou o motivo do papo individual.

“Conversei com o Maxi, é um jogador importante e impõe respeito ao adversário. Mas eu conversei com ele sobre minha relação profissional, é profissionalismo o tempo todinho. Ele sabe as metas que tem de alcançar e o que ele tem que fazer. É cobrança profissional para todo mundo. Não posso chegar e falar que ele tá fora porque… Não. Temos um tempo para ele entender da forma como eu quero ele. Isso vai ser cobrado não só com ele, mas com todos que tem que ser cobrado”, afirmou.

“Então conversei com ele, é uma conversa nossa, interna. É da necessidade que eu preciso dele. Não é uma coisa de surpresa, é uma conversa bem direta olhando no olho. Ele precisa saber o motivo de estar aqui e o que ele representa estando aqui. Isso é muito importante”, ressaltou.

LEIA MAIS
CBF ANTECIPA VASCO X INTERNACIONAL PELA 8ª RODADA DO BRASILEIRÃO
LUXEMBURGO QUER RESGATAR PASSADO GLORIOSO DO VASCO: ‘O RECENTE NÃO É BONITO’