Women’s Champions League: Veja a campanha do Barcelona na competição

Neste sábado (18) o time feminino do Barcelona poderá conquistar o inédito título da Women’s Champions League.

Flavio Souza
Colaborador do Torcedores
Barcelona

Crédito: Divulgação / Twitter Barcelona

Para isso o time precisará vencer o forte time do Lyon, que venceu as últimas três edições da competição.

Reveja a campanha do clube na competição:

O time catalão fez uma boa campanha na competição, mas quase deu adeus ao sonho do título na primeira eliminatória.

O Barcelona estreou na competição na segunda rodada, enfrentando o FC BIIK do Cazaquistão e sofreu a primeira e única derrota na competição, pelo placar de 3 x 1.

No jogo de volta, a vitória por 3 x 0 manteve o time vivo na competição. O fato curioso é que os gols sofridos na primeira partida foram os únicos sofridos pelo time catalão na competição até chegar na final.

Depois deste sufoco, o time só engrenou e conseguiu mais 6 vitórias seguidas na competição.

Oitavas e quartas – sem sufocos

Depois do problema para passar pelo FC BIIK, o Barcelona teve quatro partidas tranquilas nas fases seguintes.

Nas oitavas o Barça encarou o Glasgow City LFC e passou sem sufocos, com uma goleada por 5 x 0 na Espanha e uma vitória tranquila por 3 x 0 na Escócia.

Nas quartas de final, o adversário foi o Lillestrom-NOR.

Novamente, o Barcelona conseguiu a classificação sem grandes problemas. Vitória na primeira partida em casa por 3 x 0 e a segunda por 1 x 0 na Noruega.

Semifinal – Classificação histórica

A facilidade das fases anteriores não se repetiu na semifinal. O adversário que disputava a vaga para a final foi o Bayern de Munique.

Apesar de vencer as duas partidas, o placar mínimo de 1 x 0 na Alemanha e na Espanha deixou a classificação inédita ainda mais histórica.

Resumo da campanha

O Barcelona chegou até a final com 7 vitórias e apenas 1 derrota.

O time marcou 18 gols (média de 2,25 gols / jogo) e sofreu apenas 3 gols (média de 0,38 gols / jogo).

LEIA MAIS

VEJA QUEM REPRESENTA O BRASIL NA FINAL DA WOMEN’S CHAMPIONS LEAGUE