Saiba como chega a África do Sul para a Copa do Mundo de futebol feminino 2019

A seleção da África do Sul vai disputar sua primeira Copa do Mundo neste ano. Promessa de surpresas e futebol ofensivo. Estreia no próximo sábado (08) contra a Espanha.

Lucas Calegari
Colaborador do Torcedores

 

A seleção sul africana é uma das novatas na oitava edição da Copa do Mundo FIFA, que neste ano ocorre na França.

Embora vá fazer sua primeira partida em Copa do Mundo apenas neste ano, a África do Sul já acumula duas participações em Jogos Olímpicos (2012 e 2016).

E no ano passado foi vice campeã da Copa Africana de Nações, perdendo nos pênaltis para a Nigéria. Ou seja, vem numa boa crescente.

Promete dar trabalho, mas não vai ter tarefa fácil. O sorteio dos grupos não foi amigo e jogou a estreante logo no grupo da morte. Junto com três seleções TOP-20: Alemanha (bi campeã), China (que já foi vice campeã) e Espanha, são os outros países do Grupo B.

 

Destaques:

 

A seleção sul africana mescla jovens talentos e jogadoras experientes. Como a principal delas, Janine Van Wyk, zagueira capitã e atleta recordista com mais jogos pela seleção (159).

Na parte ofensiva duas jovens e promissoras estrelas. Linda Mothalo tem apenas 20 anos e já tem no currículo uma participação em Jogos Olímpicos.

E Thembi Kgatlana, jogadora de 23 anos, que atua no Houston Dash (EUA). Ela é a grande esperança de gols da equipe, ainda mais depois de alcançar o patamar de rainha.

Kgatlana foi artilheira e melhor jogadora da Copa Africana de Nações no ano passado (2018). E no início de Janeiro foi eleita Rainha da África, ou seja, melhor jogadora do continente.

 

Curiosidades:

 

  • Disputou a sua primeira partida oficial apenas em 1993, quando enfrentou a Suazilândia.
  • Na edição dos Jogos Olímpicos Rio 2016 caiu no grupo da nossa seleção brasileira. E mesmo jogando com a torcida contra, não perdeu para o Brasil, empate sem gols.
  • Após o término da Copa Africana de Nações no ano passado, três atletas sul africanas fizeram parte da seleção do torneio. As defensoras Ramalepe e Van Wyk e a atacante Kgatlana.
  • A seleção é carinhosamente chamada de “Banyana Banyana”, que significa “as meninas”. Contrastando com o “Bafana Bafana” do time masculino, que significa “os meninos”.

 

Agenda para fãs brasileiros:

 

Primeira rodada:

vs  Espanha – 08/06 (13:00) – Le Havre

Segunda rodada:

vs China – 13/06 (16:00) – Paris

Terceira rodada:

vs Alemanha – 17/06 (13:00) – Montpellier

 

Meu prognóstico é de que a seleção sul africana empata os dois primeiros jogos e perde o último, sendo assim eliminada na fase de grupos. Mas o que já seria a sua melhor campanha em um grande torneio mundial.

Agora, se o sorteio do grupo não foi muito favorável, pelo menos a ordem dos jogos foi. Jogará contra adversários de nível em ordem crescente, do mais fraco para o mais forte. Ou seja, tem que jogar a vida nas duas primeiras rodadas.

 

Leia mais: Copa do Mundo feminina é aberta com show da cantora francesa Jain