Alex Morgan celebra atuação de gala na goleada dos Estados Unidos na Copa do Mundo Feminina: “Foi incrível”

Alex Morgan assumiu a artilharia da Copa do Mundo de Futebol Feminino após a primeira rodada, marcando cinco gols na vitória por 13 a 0 dos Estados Unidos sobre a Tailândia.

Luis Felipe Pereira
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Robert Cianflone/Getty Images

A seleção dos Estados Unidos estreou com uma vitória histórica diante da Tailândia nesta terça-feira (11), pelo grupo F da Copa do Mundo de Futebol Feminino. A goleada de 13 a 0 aplicada pelas americanas foi simplesmente a maior de todas as edições da competição e teve um gosto especial para a atacante Alex Morgan.

Uma das principais jogadoras do mundo em sua posição, a camisa 13 que atua ao lado de Marta do Orlando Pride, marcou cinco gols e deu três assistências na partida, sendo eleita a melhor em campo pela FIFA. Após o triunfo, a artilheira do Mundial falou sobre o momento e o que a inspirou neste importante duelo:

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

“Este jogo foi incrível, mas acho que fui inspirada pelo que aconteceu nesta última semana. Ser do último grupo, jogar a última partida da primeira rodada me deu a oportunidade de  poder ver todas essas mulheres incríveis mostrando todo seu talento, tudo o que elas trabalharam a vida toda para alcançar, e foi inspirador. Estes dias vendo o início da Copa do Mundo foram incríveis”, disse Morgan em entrevista à FIFA TV após a partida.

A goleadora americana falou sobre a importância de disputar uma Copa do Mundo e apesar da atuação de gala, afirmou que espera mostrar ainda mais na competição: “É o momento pelo qual nós trabalhamos. Cada jogadora aqui sonha com isso desde pequena, então ninguém parece dar só 99% de si. Espero que possamos continuar com o bom trabalho de hoje e mostrar ainda mais neste torneio”. 

Os Estados Unidos são os maiores vencedores da Copa do Mundo com três títulos conquistados e entram como grandes favoritas para faturar o quarto troféu, a exemplo do que ocorreu no Mundial de 2015. Após o “massacre” diante da Tailândia, as americanas voltam a campo no domingo (16), contra o Chile, que foi derrotado pela Suécia por 2 a 0 nesta rodada.

LEIA MAIS:

Estados Unidos aplicam maior goleada da história da Copa do Mundo de Futebol Feminino e torcedores vão à loucura no Twitter; veja