Análise: Como Tite deve armar a seleção durante a semana para a estreia na Copa América

Tite não deve surpreender na escalação da seleção brasileira contra a Bolívia, na estreia da Copa América. Jogo está marcado para esta sexta-feira, no Morumbi, em São Paulo.

Rafael Alaby Martins Ferreira
Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Foto: Lucas Figueiredo/CBF

Após a goleada sobre Honduras (7 a 0), na tarde do último domingo, em Porto Alegre, a seleção brasileira inicia na tarde desta segunda-feira, no Pacaembu, a preparação para a estreia na Copa América, contra a Bolívia, na sexta-feira (14), às 21h30, no Morumbi.

O técnico Tite terá quatro dias para colocar a equipe na ponta dos cascos para a rodada inaugural.

O balanço pré-Copa América foi positivo. A equipe fez dois amistosos contra Catar e Honduras e venceu ambos com certa tranquilidade. Diante da seleção asiática, vitória por 2 a 0, no Mané Garrincha, e contra a seleção da América Central, goleada por 7 a 0.

Diante Honduras, Tite armou a base da equipe que deve ser titular contra a Bolívia. Foram três novidades em relação ao amistoso anterior: as entradas do goleiro Alisson, do zagueiro Thiago Silva e do atacante David Neres, respectivamente, nas vagas de Éderson, Miranda e Neymar (cortado por entorse no tornozelo).

Em entrevista coletiva após a partida do domingo, Tite indicou que David Neres permanecerá entre os titulares como substituto de Neymar e que Firmino ganhará a vaga de Gabriel Jesus, autor de dois gols contra Honduras.

“Os jogadores têm a resposta. Eu valorizo essa ascensão e retomada do Gabriel Jesus, a precisão da finalização começa a entrar mais, ele está animicamente melhor, ele está sorrindo. Mas tem uma concorrência de um atleta que vinha com a titularidade pelos jogos que fez, pelo grande desempenho. Mas eu fico feliz pela resposta dos dois”, afirmou.

David Neres foi titular no último amistoso, atuando aberto pelo lado esquerdo do ataque, fez o primeiro gol com a camisa canarinha, e recebeu elogios de Tite.

“O David fez um grande jogo. Na hora que ele botou na frente, eu pensei: agora ninguém busca mais. E ele foi lá e fez gol… Acho que assim eu já dou (a resposta) mais ou menos”, completou aos risos.

Contra a Bolívia, quando tiver a bola, a seleção deve atuar no 4-3-3 e sem ela no 4-1-4-1, com Richarlison e David Neres ajudando na recomposição.

A provável escalação da seleção:

Alisson; Daniel Alves; Thiago Silva, Marquinhos e Filipe Luís; Casemiro, Arthur e Philippe Coutinho; Richarlison, David Neres e Roberto Firmino.

football formations

VEJA TAMBÉM:

Brasil x Honduras: assista aos melhores momentos do amistoso

Gabriel Jesus supera Neymar e se torna o artilheiro da Era Tite na seleção