Torcedores – Notícias Esportivas

Baladeiro? Luan se defende e rebate “fama” de que gosta da noite

Em entrevista publicada nesta semana pelo canal do Esporte Interativo no YouTube, atacante do Grêmio abriu o jogo sobre as críticas que recebe sobre supostos hábitos fora de campo.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Reprodução/Twitter

A queda técnica pela qual atravessa na carreira, admitida até por si próprio, não tem relação alguma com hábitos noturnos. Essa foi a principal garantia dada pelo atacante Luan em entrevista à jornalista Taynah Espinosa, do Esporte Interativo, em gravação publicada no YouTube nesta semana.

O camisa 7 gremista, que terminou a primeira parte da temporada fora do time por lesão muscular, disse que não costuma dar ouvidos ao que as pessoas falam e lembrou que o técnico Renato Portaluppi “sabe do que acontece”.

“Sou tranquilo com isso. As pessoas que estão comigo sabem a verdade. O Renato sabe de tudo o que acontece. Isso é o que importa. As outras pessoas não me importam em nada o que dizem”, destacou.

Luan perdeu a parte final de 2018 por dores crônicas no pé, que apontaram o aumento de sua chamada “fascite plantar”. Recuperado, ele rechaça a fama de “baladeiro” e diz que prefere até mesmo ficar em casa com os amigos.

“Eu gosto de sair, mas com os meus amigos. Não é sempre. Prefiro ficar em casa com os meus amigos. Sempre quando alguma coisa dá errado, as pessoas tentam criar algum motivo. Inventam coisa. Quando tá bem, tá tudo certo. Pode ir pra noite a semana inteira. Sempre assim. Eu não estava bem, não estava tendo sequência. E essas pessoas falaram coisas que não eram verdadeiras. Mas fico tranquilo com isso. Podem falar o que quiserem”, disse o atleta.

Confira a entrevista:

LEIA MAIS:

“Aqui não é Grêmio!”? Luan não se arrepende de respostas e revela origem da briga com Sasha

Centroavante do Grêmio faz gol, imita o saci, mas Inter vira e volante responde: “Quebramos a outra perna”

Com gol de título e comemoração-saci, ex-volante cita ano da “reviravolta” no Inter e lamenta: “Só queria ter ficado”

Uendel, sobre D’Alessandro: “A gente está vendo a história ser construída na nossa frente”

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram