Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Campeões do mundo são condecorados na França

Membros da comissão técnica e todos os 23 jogadores campeões com a seleção francesa na Rússia foram agraciados com o recebimento da medalha da Ordem Nacional da Legião de Honra, mais alta condecoração honorífica da França.

Paulo César Desidério Costa
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/FFF

Jogadores e membros da comissão técnica que foram campeões do mundo com a seleção francesa de futebol na Copa do Mundo da Rússia em 2018 foram homenageados nesta terça-feira (04) em Paris. A cerimônia aconteceu no Palais de I’Élysée, residência oficial do governo francês. O presidente Emmanuel Macron concedeu ao grupo a medalha da Ordem Nacional da Legião de Honra, mais alta condecoração honorífica da França.

O presidente da FFF (Federação Francesa de Futebol), Noël LeGraët, convidados e familiares dos homenageados estiveram presentes. Em seu discurso de pouco mais de 40 minutos, Macron fez questão de agradecer e elogiar um a um dos campeões.

“Vocês deixaram todo o país orgulhoso porque ganharam juntos. Casaram a excelência individual com o senso irrepreensível do coletivo”, afirmou o presidente francês, ao classificar como “épico” o bicampeonato mundial da seleção, que bateu a Croácia na final pelo placar de 4 a 2 em Moscou.

As partidas mais simbólicas foram destacadas pelo Chefe de Estado. Nas palavras do presidente, o 4 a 3 diante da Argentina nas oitavas de final “foi como um recital, um dos mais belos jogos da história do futebol”, o 2 a 0 sobre o Uruguai nas quartas “uma luta” e o 1 a 0 na semifinal contra a Bélgica “um jogo tenso”.

Sobre o jovem Mbappé, que fez grande copa do mundo, Macron disse que o atacante é “a revelação deste mundo que toda a Terra inveja”. O presidente lembrou ainda que Didier Deschamps e Noel Le Graet, fazem parte de duas grandes conquistas da França, em especial o técnico Deschamps, que segundo o presidente “entrou no Hall da Fama do Mundo” por ter sido “o homem das grandes vitórias francesas dos últimos 30 anos”. Os dois já haviam sido condecorados em 1998. O hoje treinador era o capitão da seleção que conquistou o título inédito em casa ao bater o Brasil por 3 a 0, enquanto Le Graët era dirigente da FFF.

A medalha

(Foto: Milton Basille)

A Ordem Nacional da Legião de Honra foi instituída em 20 de maio de 1802 por Napoleão Bonaperte. O ato solene de entrega da medalha simboliza uma forma de reconhecimento máximo por méritos obtidos em algum serviço prestado à nação francesa, tanto por parte de militares quanto de civis franceses ou não. Ao todo, 24 brasileiros receberam a medalha desde que Dom Pedro II, o primeiro tupiniquim condecorado em 1804. De lá para cá, figuras importantes como presidentes, ministros, autoridades e escritores brasileiros foram agraciados.

Paulo César Caju foi o único jogador brasileiro a receber a honraria, em 2016. (Foto: Jack Guez/AFP)

Curiosamente, o único jogador brasileiro a recebe-la foi o ex-jogador Paulo César Caju, em 2016. À época, o presidente francês era François Holland, que homenageou o atacante do Olympique de Marselha Caju em 1974 e 1975. Jogando lá, o atleta disputou 31 jogos e anotou 17 gols. Dentro de campo, Caju conquistou a Copa da França de 75. Fora das quatro linhas, Paulo César foi um forte ativista contra as drogas e o racismo, fatores lembrados pelo então Chefe de Estado francês no discurso que antecedeu a entrega da medalha.

Campeões do mundo homenageados

Ao todo, a lista dos jogadores e membros da comissão técnica responsáveis pelo bicampeonato mundial da seleção francesa e condecorados com a medalha de honra contém 29 pessoas. Veja os nomes:

Jogadores

Trio de campeões posa para foto com honraria no peito. (Foto: Divulgação/FFF)

Hugo Lloris, Steve Mandanda, Alfonse Areola, Benjamin Pavard, Presnel Kimpembe, Raphael Varane, Samuel Umtiti, Adil Rami, Djibril Sidibé, Lucas Hernández, Benjamin Mendy, Paul Pogba, Thomas Lemar, Corentin Tolisso, N’golo Kanté, Blaise Matuidi, Steven N’Zonzi, Antoine Griezmann, Olivier Giroud, Kylian Mbappé, Ousmane Dembélé, Nabil Fekir, Florian Thauvin.

Comissão técnica

O técnico Deschamps e o presidente da FFF, Noël Le Graët, já haviam recebido a condecoração pelo título inédito dos franceses em 1998. (Foto: Divulgação/FFF)

Guy Stéphan Franck Raviot, Gregory Smith, Franck Le Gall, Florence Hardouin, Noël LeGraët e Didier Deschamps.

 

LEIA MAIS: 

MBAPPÉ CHEGA A 30 JOGOS POR SELEÇÃO E SUPERA NÚMEROS DE MESSI E CR7