Com salários atrasados, funcionários do Vasco fazem greve em São Januário

Funcionários fecharam os portões e fazem protestos no clube nesta manhã de quarta-feira

Rogério Araujo
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Paulo Fernandes/Vasco/divulgação

Há três meses sem receber, os funcionários do Vasco decidiram entrar em greve nesta quarta (12). Segundo o site Globoesporte.com, eles fecharam os portões do clube e também desligaram o fornecimento de energia.

Os líderes dos grupos de oposição ao presidente Alexandre Campello, Roberto Monteiro (Identidade Vasco) e Julio Brant (Sempre Vasco) são uns dos principais alvos do protesto iniciado nesta manhã. Isso porque esses grupos não compareceram a uma reunião do Conselho Deliberativo da última terça-feira (11), que tinha como objetivo votar a aprovação de um empréstimo de R$ 20 milhões ao clube

O presidente do Cruzmaltino conta com esse empréstimo para fazer o pagamento dos funcionários, mas a votação foi cancelada por falta de quórum. Campello acusa a oposição de boicotarem a reunião.

LEIA MAIS: