Copa América: Mais de 117 países já compraram ingressos, mas venda segue abaixo do previsto

Organização projeta crescimento no interesse do público ao longo da competição

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com, trabalho como setorista do Botafogo e futebol nordestino

Crédito: Igor Amorim - Divulgação - São Paulo

Nesta quarta-feira (12), no Morumbi, o Comitê Organizador Local (COL) e a Conmebol organizou um Media Briefing para falar sobre as expectativas acerca da Copa América que se inicia na próxima sexta-feira (14). Esperando uma diversidade de povos, a organização informou que pessoas de mais de 117 países adquiriram bilhetes para a competição, e apesar do número atual de ingressos vendidos ser abaixo da meta traçada, a esperança é que o índice aumente gradativamente após a bola rolar no Brasil.

“O Comitê Organizador Local vendeu mais de 65% dos ingressos. A meta era bater cerca de 70%. Tivemos pico de vendas sábado e domingo de cerca de 19 mil bilhetes. A procura cresce quando chega perto do evento. Estamos muito felizes com o interesse. Nos sentimos recompensados pelo trabalho.”

Com 10 países sul-americanos e mais dois convidados (Japão e Qatar), a Copa América contará com diversas nações prestigiando o evento que tem sua final programada para o dia 7 de julho.

Segundo a organização, a presença de Japão e Qatar contribuirá muito para o sucesso da competição.

“Não por coincidência Qatar e Japão são os dois próximos organizadores dos maiores eventos esportivos. São seleções que vão agregar muito ao evento e divulgação.”

Questionado sobre a baixa procura de ingressos em algumas partidas, o diretor de operações do COL, Agberto Guimarães, se posicionou sobre o assunto, e projetou um crescimento ao longo da competição.

“Estamos caminhando para uma venda bem-sucedida. Sabemos que, em qualquer produto, alguns são mais valiosos e desejados e no meio pode ter um ou outro que não desperte tanto interesse. Esperamos que, a partir de sexta-feira, com a bola rolando, gere um pouco mais de interesse com o público. Já vimos isso em outros grandes eventos. A partir do momento que o evento começa, as pessoas passam a se engajar mais. O Comitê vai receber o público muito bem em todas as partidas, independente de quantas pessoas estarão no estádio.”

LEIA MAIS:

Barcelona agenda reapresentação do elenco sem jogadores da Copa América

Após tomar banho com água gelada, lateral da Seleção reclama dos estádios da Copa América: “Esperávamos mais”

Copa América: saiba como chegar à Arena Corinthians