Cotas de pay-per-view do Brasileirão terão nova forma de distribuição em 2020; veja como

Reunião há um mês selou a mudança. Globo, agora, terá como base o cadastro de assinantes

Matheus Leal
Colaborador do Torcedores

Crédito: Divulgação

A partir do ano que vem, a distribuição das cotas do pay-per-view do Brasileirão terá uma mudança. Até então, ela é baseada no tamanho das torcidas de acordo com a pesquisa do Ibope. Porém, em 2020, a Globo terá como base o seu próprio cadastro de assinantes. A informação é do Blog do Rodrigo Mattos, do UOL.

Essa mudança era um pedido antigo dos clubes. Porém, os torcedores que assinarem o PPV devem ficar atentos e sempre buscar informar o time do coração para a operadora na hora de comprar o pacote. Atualmente apenas 600 mil declararam a equipe que torce para a plataforma da Globo.

Saiba quanto os clubes vão ganhar de cotas de pay-per-view no Brasileirão 2019

O valor, no entanto, irá girar na casa dos R$ 650 milhões, mesmo desse ano, que ficou um pouco abaixo devido à não assinatura do Athletico Paranaense. De acordo com a publicação, a divisão para 2020 será feita com percentuais médios mês a mês. Assim sendo, de maio a dezembro será calculada uma média para definir a fatia total de cada clube.

A emissora, porém, ainda não divulgou como está a porcentagem dos cadastros atuais para termos uma base da possível divisão para a próxima temporada.

LEIA MAIS

Datas-Fifa após Copa América vão desfalcar brasileiros em jogos decisivos; veja quais

Brasileirão 2019: veja como estaria a classificação sem o VAR