Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

De ano inconstante a herói: a redenção de Thiago Neves no Cruzeiro

TN10 tem feito partidas consistentes desde que recuperou a titularidade na equipe de Mano Menezes

Ramon Lopes
Foi editor do semanário BolanoBarbante, apaixonado por esportes, entusiasta das corridas de rua e dos jogos de tênis.

Crédito: Vinnicius Silva/Cruzeiro/divulgação

Depois de começar a temporada com uma certa inconsistência devido as lesões na panturrilha, aos poucos Thiago Neves está recuperando a sua melhor forma. Diante do Fluminense, o camisa 10 foi o autor dos dois gols do Cruzeiro nos 90 minutos. Além disso, TN10 chamou a responsabilidade para fechar a série na disputa de pênaltis e cravar o clube celeste nas quartas de finais da Copa do Brasil.

No confronto contra o Fluminense, Thiago Neves ainda foi o autor de um passe milimétrico de longa distância, no lance que resultou na penalidade sofrida por Pedro Rocha. Inclusive, na origem da jogada, TN10 aplicou uma caneta no habilidoso Paulo Henrique Ganso. A sequência do meio-campista só não teve mais brilho, porque na cobrança do pênalti, Sassá acabou parado pelo goleiro Agenor.

Antes do segundo jogo das oitavas de final contra o Flu, o camisa 10 de Mano Menezes já havia encaixado boas atuações. Não por acaso, Thiago Neves balançou as redes em quatro ocasiões nos últimos três jogos: Chapecoense, (1), São Paulo (1) e Fluminense (2).

“Eu sou iluminado. Só tenho a agradecer a Deus por tudo que ele me proporciona dentro de campo. Trabalhei bem, mas tive um começo de ano difícil. Agora voltei em um momento difícil do clube e do time. Então, é neste momento que os torcedores precisam do camisa 10, precisam dos grandes jogadores. Fui feliz mais uma vez, brilhei, ajudei meu time que é o que eu mais me preocupo”, afirmou o meia.

“A gente passou para as quartas de final, mas ainda não tem nada ganho. É continuar na mesma pegada, mesma humildade para que a gente tenha um ano brilhante”, complementou Thiago Neves.

Números

Antes da partida contra o São Paulo, ainda pela 7ª rodada do Brasileiro, Thiago Neves havia ido a campo em apenas 11 oportunidades e marcado apenas dois gols (0,18 média), além de três assistências (0,27 média). Em 2018, por exemplo, os números apontam média de 0,28 gols (15 tentos em 53 partidas) e duas assistências (0,03). Já em 2017, sua primeira temporada, o ‘scout’ foi de 57 duelos, 17 gols e 14 assistências. De longe, a melhor temporada de TN10 com a camisa celeste.

LEIA MAIS:

FRED REVEL RESULTADO DE EXAME PRELIMINAR APÓS SENTIR A COXA NO DUELO CONTRA O FLUMINENSE