“Era uma paixão fora do comum”, diz pai de menina vítima de parada cardíaca sobre elo com D’Alessandro

A jovem Maria Rita era presença assídua no evento Lance de Craque ao final de todos os anos e tinha em D’Alessandro o grande ídolo e referência na vida.

Eduardo Caspary
Jornalista formado pela PUCRS em agosto de 2014. Dupla Gre-Nal.

Crédito: Foto: Fred Colorado/Divulgação/Inter

Uma relação muito forte e de extrema idolatria era mantida pela pequena Maria Rita Flores, de 12 anos, com Andrés D’Alessandro. No último sábado, a jovem colorada faleceu por conta de uma parada cardíaca – ela sofria da Síndrome de Warkany, que pode provocar dismorfismo facial, atraso mental ligeiro e anomalias nas articulações.

Na partida contra o Avaí, no Beira-Rio, o meia usou uma fita de luto em memória à colorada, que o conheceu há cerca de seis anos durante uma visita à Associação de Assistência à Criança Deficiente (AACD). À GaúchaZH, o pai de Maria, Michel Flores, explicou em breves palavras o quanto D’Alessandro representava a ela:

“Era uma paixão fora do comum, Deus o livre alguém falar mal do D’Alessandro perto dela”, destacou.

Antes mesmo da partida, que terminou em 2×0 para o Inter, o jogador se pronunciou nas redes sociais lamentando a morte da pequena amiga:

“Hoje, me deparei com uma notícia muito triste, pra mim e todos que a conheceram: Maria Rita. Uma doçura de pessoa, uma menina que me hipnotizou no seu primeiro olhar… O carinho que ela me brindou cada vez que a gente se encontrava era força e luz para mim. Sendo pai, tudo é diferente e acredito que não precisa ser de sangue pra querer bem alguém. Vou ter saudades…o carinho continua e tu foi pra mim um ensinamento na vida fora dos campos. Aproveito pra mandar forte abraço à família. Minhas condolências e esta sincera mensagem. Que Deus conforte a todos!”, escreveu.

Ela possuía uma camisa autografada do ídolo e uma inseparável bola de futebol também com a assinatura do argentino. A reportagem do Torcedores entrou em contato com o Blog Andrés D’Alessandro, que explicou que, como forma de amparar a família e a memória de Maria Rita, será feito um leilão da camisa D’Ale utilizou no último jogo para destinar recursos aos familiares.

Mais – veja como foi o apoio da torcida do Inter contra o Avaí:

LEIA MAIS:

Geninho reconhece força do Inter: “Altamente arrumado, vai brigar por títulos”

Morador de rua visita o Beira-Rio, conhece jogadores e se emociona: “Foi ótimo”

Sempre ele! Guerrero marca mais um e Inter bate o Avaí; veja os gols

Sonho de consumo da torcida, Aránguiz se pronuncia sobre as chances de voltar ao Inter

Siga o autor:

No YouTube

No Instagram