Fabinho diz que não seria convocado para a Copa América, mesmo com o título da Champions

Depois de ser campeão na Liga dos Campeões 2018/2019, o jogador do Liverpool falou sobre a convocação para a Copa América deste ano

Octávio Almeida Jr
Jornalista graduado pela Universidade da Amazônia (UNAMA), 26 anos.Repórter de campo pela Rádio Unama FM em duas finais de Campeonato Paraense (anos 2016 e 2017).

Crédito: Lucas Figueiredo/CBF

Fabinho não foi convocado para a Copa América 2019 pelo treinador da seleção brasileira, Tite. A lista foi divulgada no dia 17 de maio. Neste sábado (1), o jogador do Liverpool conquistou o título da Champions League, após vitória por 2 a 0 sobre o Tottenham.

Em entrevista concedida ao Esporte Interativo, o jogador afirmou que não seria convocado mesmo se a lista fosse definida após o título internacional.

“Acho que não ia mudar se o Tite convocasse na segunda-feira. A convocação foi depois do confronto com o Barcelona e acho que fui bem nos dois jogos”, iniciou Fabinho.

“O critério que o Tite utilizou foi de jogadores que ele tem mais confiança. Acho que eu não iria (para a Copa América)”, acrescentou.

Temporada e final

A temporada 2018/2019 do futebol europeu foi a primeira de Fabinho pelo Liverpool. Ele foi contratado junto ao Monaco, da França.

De acordo com o site futebol 365, a transferência custou 50 milhões de euros. “Ter uma conquista com um clube como esse é indescritível”, afirmou.

“Desde que entramos em campo, o ambiente foi incrível. Os torcedores merecem. Eles esperavam a conquista há bastante tempo e essa conquista é para eles, sem dúvida nenhuma”, finalizou Fabinho.

Leia mais:

Fabinho se diz surpreso por não ser convocado para a Copa América: “esperava estar na lista”

Final da Champions rende piadas e memes antes da bola rolar; confira