Hamilton diz que faria o mesmo que Vettel em incidente no Canadá

Pilotos quase bateram e alemão perdeu a corrida para o inglês por conta da penalidade da FIA no GP deste fim de semana

Bruno Rodriguez
Colaborador do Torcedores
Vettel e Hamilton quase se chocam no Canadá

Crédito: Facebook Oficial F1

Sebastian Vettel havia feito a pole position no GP do Canadá e estava segurando Lewis Hamilton na liderança até quase o fim da corrida. Foi quando o piloto da Ferrari cometeu um deslize na curva 4 e escapou para a grama. Hamilton aproveitou para tentar a ultrapassagem, mas Vettel voltou a tempo e fechou a porta.

A manobra fez com que o piloto da Mercedes freiasse bruscamente. Sendo assim, analisada e considerada como perigosa pela direção da prova. Resultado foi uma punição de 5 segundos para o líder que, mesmo sendo o primeiro a receber a bandeira quadriculada, ficou com o segundo lugar no pódio.

Hamilton, em entrevista sobre o ocorrido, disse que se estivesse no lugar do rival teria feito o mesmo. E até mesmo forçado uma batida caso fosse necessário.

– “Eu assisti os replays. Estava muito próximo. O que posso dizer é que, se eu estivesse na liderança e cometesse um erro, eu provavelmente teria feito a mesma coisa. Acontece muito rápido, e você está apenas tentando se manter na posição. E quando eu digo que faria o mesmo, eu teria tentado apertá-lo no muro também. Isso é basicamente o que aconteceu hoje. Então, minha opinião sobre isso não mudou. Em relação as regras, digamos que você não tenha essa regra. Eu teria mantido o pé no acelerador, e nós teríamos batido. De uma maneira ou outra, isso teria sido ruim.”

Pontos de vista diferentes de Hamilton

O inglês disse no rádio da equipe no momento do incidente que Vettel havia feito uma manobra perigosa, mas quando questionado sobre escolheu manter sua posição. Hamilton afirmou que de dentro da pista a visão é diferente da de um espectador. A fim de justificar sua opinião no momento.

“Normalmente, o primeiro instinto costuma ser o certo, eu diria. Quando assisti ao replay e dei uma olhada nos meus dados, tive que frear na saída da curva 4. Havia um perigo lá, e se eu não tivesse freado, nós teríamos batido, não me sinto diferente sobre isso. É o ponto de vista do piloto, você sabe como é. É diferente quando você está assistindo como um espectador. Ele me bloqueou, mas infelizmente ele saiu da pista e da maneira como as regras são escritas, é assim que é feito.”

Contudo, Hamilton saiu como vencedor do GP e Vettel em segundo, assim o inglês da Mercedes abriu ainda mais sua vantagem no campeonato de pilotos da Fórmula 1.

Leia Mais:

Relembre a campanha do campeão Rafael Nadal neste Roland Garros