Jogador do Egito é expulso da seleção por questão “ética e disciplinar”

Federação egípcia anunciou o afastamento de Amr Wanda. Não há detalhes, apesar de haver suspeita sobre o colega de Salah na seleção do Egito

Anderson Lima
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação: Twitter Oficial / Fifa World Cup (em árabe)

Amr Warda, jogador titular do Egito, foi anunciado como afastado de sua seleção nacional. O comunicado foi publicado na conta oficial dos Faraós (como é conhecida a Federação Egípcia de Futebol):

Acompanhe as notícias do seu time pelo Facebook

A nota em árabe afirma que o colega de Salah na seleção não estará mais nos treinos e jogos por “questões éticas e disciplinares”. No entanto, mesmo sem haver informação oficial, existe a suspeita de que esteja relacionado a denúncias de assédio sexual atribuídas a Amr Warda. Recentemente a modelo britânica Merchan Keller divulgou conversas do futebolista com ela e outras mulheres fizeram o mesmo. Anteriormente, em 2017, o jogador foi acusado de assédio a esposas de colegas quando jogou no time português Feirense.

Amr está no futebol grego desde a temporada 2015-2016. Passou pelo Panetolikos, PAOK e está atualmente no Atromitos.

Embora haja o desfalque, o Egito segue jogando a Copa Africana de Nações, recém-iniciada. Com um a menos, a seleção de Salah enfrentou o Congo nesta quarta (26) e segue na fase de grupos com Uganda e Zimbábue.

LEIA MAIS:
Guerrero é o 5º jogador com mais partidas pelo Peru; confira o top 10
Não foi só o Peru: confira as maiores goleadas do Brasil na Copa América
Copa América despede-se do Morumbi com menos público que o SPFC
Top 10: confira os artilheiros do Atlético-MG em 2019
Saiba os clubes com maior público nas redes sociais em 2019