Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Jogando em Osasco, Lusa é goleada pelo Desportivo Brasil na estreia da Copa Paulista

Na noite desta segunda-feira (24), a equipe da Portuguesa fez a sua estreia na Copa Paulista de Futebol, diante do Desportivo Brasil, no estádio Prefeito José Liberatti, em Osasco. Com dois gols de Luiz Fernando, time visitante goleia a Lusa e assume a ponta do grupo 3 da competição.

Kayque Dias
Colaborador do Torcedores

A Portuguesa disputa a Copa Paulista pela terceira vez consecutiva. A primeira foi em 2017, quando chegou às semifinais; a segunda foi em 2018, quando saiu na primeira fase do torneio. A competição que serve como preenchimento de calendário para time menores do interior paulista, virou o centro das atenções para a tradicionalíssima Portuguesa.

Nesta edição da competição, a equipe lusitana vem com um elenco recheado de jovens jogadores e com o técnico e ex-jogador Zé Maria no comando.

Na noite desta segunda-feira, a Lusa fez a sua estreia na competição, jogando em Osasco, mais precisamente no estádio Prefeito José Liberatti, uma vez que o Canindé, estádio do clube, recebeu um evento nas últimas semanas e não pôde ser utilizado nesta primeira partido do time.

O adversário da estreia, o Desportivo Brasil, também vinha com uma equipe jovem, assim como a maioria dos times que integram o campeonato. Mesmo assim o DB não se intimidou e bateu a Lusa, por 3×0.

O JOGO:

 

PRIMEIRO TEMPO:

 

A estreia de Zé Maria e da Portuguesa na Copa Paulista não poderia ser das piores. O técnico que comanda seu primeiro time no Brasil, chega com ideias modernas e promissoras para a equipe rubro-verde.

No início da partida, mais precisamente até os 22 minutos do primeiro tempo, a Portuguesa mandou no jogo e impôs seu ritmo. Com o time compacto e bem postado em campo, a Lusa adiantou a marcação e pressionou a saída de bola do Desportivo Brasil.

Com a bola, a equipe lusitana buscou triangular pelos lados do campo e até chegou a levar perigo em algumas decidas do lateral-direito Hudson. A melhor chance do time no primeiro tempo, foi em um arremate de longa distância do meia Gerley, que obrigou o goleiro adversário a fazer uma boa defesa.

Porém, esse início promissor da Portuguesa, logo foi esfacelado com uma pausa que esfriou a equipe. Aos 23 minutos, o goleiro Dida acabou se lesionando em um choque com o atacante do time interiorano. O atendimento ao goleiro durou cerca de 12 minutos, o que esfriou a equipe rubro-verde, que vinha numa crescente em busca do gol.

A partida se reiniciou aos 35 minutos, já com a substituição do goleiro Dida pelo reserva Rafael Pascoal. A parada no jogo prejudicou muito a Portuguesa, dado que o Desportivo Brasil conseguiu conter as jogadas ofensivas da Lusa e sua ideia de explorar os erros dos donos da casa e sair nos contra-ataques, deu certo.

O Desportivo Brasil chegou ao seu primeiro gol, aos 49 minutos, após lançamento no costado da defesa. O goleiro Rafael Pascoal até conseguiu cortar na primeira, mas o meio-campista do DB, Andrade, encobriu o arqueiro e a bola morreu no fundo da rede; 1×0.

Com o posicionamento da defesa muito alto, o Desportivo Brasil continuou insistindo nessa bola enfiada no costado da zaga rubro-verde e quase marcou novamente; primeiro com Bruno Gabriel, aos 54 e depois com David, aos 57 minutos.

SEGUNDO TEMPO:

A equipe da Portuguesa não conseguiu repetir o seu nível de atuação do início do jogo e sofreu no segundo tempo. O time de Porto Feliz sobrou na etapa final da partida, marcou mais dois gols e fechou a conta.

O segundo gol da equipe visitante saiu aos 13 minutos, quando o Desportivo Brasil roubou a bola na saída de jogo da Portuguesa e conseguiu concluir a jogada em gol. O atacante Luiz Fernando que entrou no segundo tempo, deixou a sua marca.

Pouco depois, aos 19 minutos, o Desportivo Brasil fez mais um e mais uma vez com Luiz Fernando, que completou o cruzamento rasteiro oriundo da esquerda e marcou o terceiro dos visitantes, fechando a conta em Osasco; final 3×0 para o DB.

Morta em campo e sem criar nenhum perigo para o goleiro adversário, a Lusa viu o time visitante administrar o jogo e garantir a vitória, que lhe concedeu a primeira colocação do grupo 3 do torneio.

A próxima partida da Portuguesa na Copa Paulista, será contra o Nacional, no sábado (29), às 15:00, fora de casa.

ESCALAÇÃO DA PORTUGUESA:

Dida (Rafael Pascoal); Hudson, Léo Fioravanti, Patrick e Cesinha; Jonatas Paulista; Rodrigo Vilares (Maicom), Gerley, João Gurgel (Joãozinho) e Luiz Thiago; Naná.
TÉCNICO: Zé Maria

LEIA MAIS:
Técnico Wendel Freitas avalia fase final da preparação da Lusa para o Paulista Sub-20