Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Lembra dele? Bernardo recorda passagem pelo Corinthians e fala sobre trabalho de olheiro

Ex-volante Bernardo defendeu as cores do Corinthians em meados da década de 90 e se destacou pela qualidade técnica

Rafael Alaby
Rafael Alaby é jornalista diplomado pela FIAM (Faculdades Integradas Alcântara Machado), com passagens pela Chefia de Reportagem de Esportes, da TV Bandeirantes, em São Paulo e site KiGOL. Pós-graduado em Jornalismo Esportivo e Negócios do Esporte (FMU)

Crédito: Foto: Julio Cesar/Divulgação/Fut Encontro

O ex-volante Bernardo teve curta passagem pelo Corinthians entre 95 e 96, mas deixou a sua marca na história do clube do Parque São Jorge ao conquistar em seu primeiro ano os títulos do Campeonato Paulista e Copa do Brasil.

Em entrevista ao Torcedores, o ex-jogador relembrou a passagem pelo alvinegro e se disse realizado por ter vestido a camisa de seu time de infância.

“Foi ótimo (jogar no Corinthians) porque já era o final da minha carreira, é o clube do meu coração desde criança e para mim foi uma alegria muito grande ter disputado os dois últimos anos como profissional pelo time pelo qual torcia desde criança. Tive a felicidade de ser campeão duas vezes e isso pra mim foi uma espécie de coroamento do encerramento da minha carreira. Foi um momento marcante que eu não vou esquecer. Eu me considero abençoado e extremamente feliz por ter tido essa carreira não muito longa, mas com bastante sucesso”, afirmou Bernardo, que pelo Timão disputou 80 jogos e fez três gols.

Bernardo analisou o momento vivido pelo Corinthians. Reconheceu que o elenco é mais modesto em relação aos rivais Palmeiras e Flamengo, mas fez elogios ao trabalho de Fábio Carille, segundo ele o treinador mais competente que o futebol brasileiro tem.

“Eu não vejo o Corinthians como o time mais forte. É um clube muito organizado. O Carille é um dos melhores treinadores que a gente tem aqui no Brasil, é um cara que aplica métodos bastantes modernos de jogo. Às vezes ele é criticado porque apresenta um futebol um pouco burocrático, mas é o treinador mais competente que nós temos (…) Acredito que o Corinthians não tem elenco tão forte quanto do Palmeiras e Flamengo, mas com a competência do Carille a equipe pode chegar pelo menos na zona de Libertadores”, projetou o ex-volante, que também fez sucesso no São Paulo.

Bernardo pendurou as chuteiras no Athletico Paranaense em 1997 e hoje realiza a função de scout (olheiro).

“Estou no futebol, trabalho fazendo scout para times europeus aqui no Brasil e na América Latina. Estou há 15 anos nesta função, observando o mercado e indicando jogadores. Esse é o meu trabalho hoje”, falou.

Veja outros tópicos da entrevista

Quem é o melhor volante do mundo?

Difícil você dizer qual é.  Os melhores estão sempre na Europa. Você tem bons volantes como Luka Modric e Kroos, ambos do Real Madrid, Keita, do Liverpool, Jorginho, do Chelsea, o Allan, do Napoli. São ótimos volantes, mas não vejo um super-jogador nesta posição.

Qual volante mais se assemelha com o estilo de Bernardo?

Não vejo jogador com estilo que eu tinha, de atacar e defender. Talvez o Júnior Urso lembra um pouco as características.

O filho jogador

Meu filho (Bernardo Júnior) ficou na Alemanha (no Red Bull Leipzig) por duas temporadas. Na temporada passada, ele foi para a Inglaterra. Está no Brighton, da Inglaterra. Passou por uma temporada difícil de adaptação. O futebol inglês é muito diferente do que qualquer outra liga do mundo.  Costumo dizer que é outro esporte. Ele vinha de uma liga considerada física, mas na Inglaterra é muito físico. Ele demorou de 10 a 11 rodadas para se adaptar, mas depois foi bem. O clube passou algumas dificuldades, ficou perto de ser rebaixado, mas graças a Deus conseguiu se safar e agora vai começar uma nova temporada, com novo treinador, que vai implantar filosofia diferente, que eu acho que vai favorecê-lo.

VEJA TAMBÉM:

Corinthians: Gustavo segue como líder em participações diretas em gols; veja a lista

Ex-volante do São Paulo lamenta má gestão tricolor e pede paciência com Cuca

As melhores notícias de esportes, direto para você