Ex-treinador do Barcelona, Luis Enrique deixa o comando da seleção da Espanha

Último campeão com o time catalão da Champions League esteve no clube desde o fim da Copa do Mundo da Rússia. O comandante alegou problemas pessoais

Rafael Brayan
Estudante de jornalismo. Colaborador especialista e editor-plantonista do Torcedores.

Crédito: Divulgação/Real Federação Espanhola de Futebol

“Luis Enrique nos comunicou que não continua como treinador. Pedimos que respeitem a sua intimidade. Estamos com ele, deixamos claro que as portas sempre estarão abertas. Acreditamos na equipe de Luis Enrique, são nossos valores. A decisão da Federação é que Roberto Moreno será o treinador, com as mesmas condições. Agradecemos ao Luis e ao Roberto. Estamos convencidos de que essa é a melhor opção”, disse Luis Rubiales, presidente da Real Federação Espanhola de Futebol (RFEF).

Antes do ex-comandante do Barcelona, os espanhóis tiveram problemas com a troca de comandantes. Às vésperas da Copa do Mundo, Lopetegui foi demitido por ter acertado a sua transferência ao Real Madrid para a temporada seguinte. Para o seu lugar, Hierro, que também era auxiliar, foi chamado e comandou a Fúria até as oitavas de final do mundial.

Veja o substituto de Luis Enrique na seleção

Luis Enrique acertou com a seleção da Espanha logo após o fim da Copa do Mundo da Rússia, em 2018, e treinou a equipe por cerca de 11 meses. Para o seu lugar, Robert Moreno, auxiliar desde o começo do trabalho do ex-treinador do Barcelona, assume interinamente.

Está em dúvida sobre qual curso de faculdade escolher?

LEIA MAIS:

Luis Enrique elogia Modric, mas diz que Messi é o melhor do mundo: “Está um passo à frente de todos os jogadores”

Neymar no Barcelona: veja tudo o que sabemos sobre o possível retorno do atacante ao clube

Quem chega e quem sai dos clubes?