Ao chegar ao Real Madrid, jogador pede para não ser mais chamado de “Messi japonês”

Takefusa Kubo ganhou o apelido de Messi japonês entre 2011 e 2015, quando atuou nas categorias de base do Barcelona – arquirrival de seu novo clube

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Reprodução

Contratado pelo Real Madrid Castilla, equipe utilizada para dar rodagem aos jogadores mais jovens merengues, Takefusa Kubo chegou com um apelido inusitado. Peculiar por conta da comparação que causa no novo clube. No Japão, o jogador é chamado de “Messi japonês”. Ou melhor: era.

Em entrevista na Zona Mista após Chile x Japão, Kubo pediu para que não fosse mais chamado de Messi japonês. Mas por respeito, e não por provocação relacionada ao seu novo clube. “Não gosto que me comparem com um jogador tão grande quanto o Messi”, afirmou.

Vale destacar, aliás, que Kubo jogou entre 2011 e 2015 nas categorias de base do Barcelona. Ou seja: a equipe catalã foi a casa da Pulga original e, também, do Messi japonês.

Ele não deixou de lamentar a pesada derrota de sua equipe. Japão x Chile acabou com goleada da Roja por 4×0. Kubo, por sinal, foi bem crítico em relação a sua atuação. Foi uma derrota muito dura para o time, mas temos que seguir em frente porque há mais dois jogos. Tive uma chance muito clara e isso me deixa muito triste”, afirmou Takefusa Kubo na Zona Mista.

Se o outrora chamado de Messi japonês foi mal, quem chamou atenção foi Eduardo Vargas. O atleta ex-Grêmio marcou dois gols e foi muito comentado no Twitter após a peleja. A decepção, mais uma vez, foi o público – como em boa parte dos jogos da Copa América.

LEIA MAIS
Lucão comenta proposta de time de Iniesta, Villa e Podolski e quase transferência para o Corinthians
Mercado da Bola: clube da Série B quer contratação de Alex Muralha, do Flamengo
Fã de automobilismo, patinador tem nome e macacão para homenagear Senna