Autor do gol do título mundial da Argentina compara Messi a Maradona: “Não é necessário ganhar a Copa do Mundo”

Histórico centroavante argentino não fugiu da pergunta sobre Messi ou Maradona; Kempes foi o autor do gol que deu o primeiro título de Copa do Mundo da Argentina

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores.com e contador de histórias do esporte.

Crédito: Twitter/Reprodução

Mario Kempes, histórico centroavante argentino, foi entrevistado nesta quinta-feira (13) pela rádio Marca, da Espanha. Dentre outros temas, a emissora não se furtou a perguntar sobre uma polêmica. Para o atacante, quem seria melhor: Messi ou Maradona?

A resposta sobre a pergunta, embora não tenha sido cravada, aparentemente favoreceu a Pulga em relação ao Pibe d’Oro. “Sobre Messi ou Maradona, sempre falam que Diego foi campeão da Copa do Mundo de 1986. Também sempre lembram que Lionel ainda não conseguiu isso, o que é uma verdade. Mas vale lembrar que o jogador do Barcelona já ganhou tudo. Além disso, tudo o que ele fez e faz é maravilhoso. Sempre haverá essa comparação entre Messi ou Maradona, sobretudo caso o primeiro não ganhe mesmo o Mundial. Mas falam, também, muitos disparates. Não é necessário ganhar o torneio”, disparou.

Kempes seguiu elogiando a Pulga, mesmo sem ser interrogado sobre a comparação Messi ou Maradona. “Ele é o melhor do mundo e dou a ele todas as razões para fazer o que tem direito. Mas ele não pode fazer tudo. Não é o Super-Homem. Chega um momento em que todo mundo se cansa. Se sofrem um gol, a culpa é dele. Se um zagueiro erra, também. Todo o mal que acontece à Albiceleste parece que a culpa é dele”, polemizou.

Carreira

A Argentina não vence um torneio com sua seleção principal desde 1993. Na ocasião, ganhou a Copa América pela última vez. Mario Kampes marcou o gol que deu o primeiro título de Copa do Mundo para a Argentina, em 1978, na final disputada contra a Holanda. Foi revelado pelo Instituto de Córdoba e, em seu país natal, passou por Rosario Central e River Plate. Na Espanha, atuou em Valencia e Hercules, aliás. Jogou também em First Viena, St. Polten, Kremser, Fernandez Viál e Pelita Jaya.

LEIA MAIS
Meia venezuelano detona Maradona por apoio a Nicolás Maduro: “Das pessoas mais lamentáveis do futebol”
Maradona presta solidariedade a zagueiro que sofreu racismo na Itália: “Estou ao seu lado”
Ex-Flamengo e dupla BaVi, primo de Messi aconselha craque: “Toma cuidado com o tempero de Salvador”