Morte de Thalles: Albirex Niigata decreta luto no Japão

Penúltimo clube de Thalles informou que jogadores utilizarão faixas pretas nos dois próximos jogos devido a morte do atacante

Paulo César Desidério Costa
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Divulgação/Albirex Niigata

A morte precoce do atacante Thalles, revelado pelo Vasco, segue repercutindo no mundo do futebol. O jogador foi vítima fatal de um acidente de moto em São Gonçalo no último sábado (22), e foi sepultado no domingo (23) no Memorial cemitério Memorial Parque Nycteroy. O jogador tinha 24 anos e deixou quatro filhos.

As jogadoras da equipe feminina do Albirex Niigata do Japão, time o qual o jovem defendeu por empréstimo em 2018, entraram em campo com uma faixa preta no braço, representando o luto pela morte de jogador. A diretoria do clube decretou luto e informou que o uso da faixa se repetirá para as duas próximas rodadas da segunda divisão do Campeonato Japonês com a equipe masculina. Além da utilização das faixas, um minuto de silêncio será respeitado nos próximos dois compromissos da equipe.

Pelo clube japonês, Thalles fez 41 partidas e anotou seis gols. Apesar de ter vestido as cores da equipe apenas por uma temporada, Thalles conquistou alguns companheiros. Em fevereiro de 2018, ele e Alex Muralha, goleiro que foi emprestado ao Albirex pelo Flamengo, fizeram um churrasco a brasileira para os companheiros e posaram felizes para foto que repercutiu nas redes.

Ex-companheiros do atacante em solo japonês publicaram mensagens nas redes sociais, lamentando seu falecimento. O atacante Kisho Yano, uma das lideranças da equipe, publicou uma foto com Thalles em seu perfil no Twitter e disse que o jogador era apontado como “problemático, mas era gentil e tímido”. Yano disse ainda que jamais esquecerá do gol que Thalles fez em Okayama, partida a qual os dois jogaram juntos. Ele ofereceu condolências em memória do colega. Outro a se manifestar foi o meio-campista Yoshizumi Ogawa, que também publicou foto com o brasileiro e lamentou sua perda, ao manifestar tristeza e dizer que “é muito cedo”.

Em seu enterro, estiveram presentes o presidente do Vasco, Alexandre Campello, e jogadores do cruzmaltino que foram companheiros de Thalles em São Januário, como Yago Pikachu, Jomar, Gabriel Félix e Henrique. Os três últimos são da mesma geração de Thalles na base vascaína e conviveram bastante com o atacante desde a juventude.

LEIA MAIS

Thalles foi o quarto jogador do Vasco a morrer em acidente de trânsito desde a década de 80; veja nomes