Moto2: Márquez toma a liderança no início e vence na Itália

Piloto da Marc VDS superou Tom Lüthi na primeira metade da corrida e seguiu para vencer pela primeira vez na temporada

Leonardo Marson
Jornalista com passagens pelas revistas Racing e House Mag.

Crédito: MotoGP

Álex Márquez venceu na manhã deste domingo (2) a etapa da Itália do Mundial de Moto2. O piloto da Marc VDS assumiu a liderança da corrida disputada no circuito de Mugello na nona das 21 voltas da prova, quando superou Tom Lüthi, e disparou na liderança para garantir sua primeira vitória na atual temporada da classe intermediária do Mundial de Motovelocidade.

A segunda colocação ficou com Luca Marini, que deixou os dois pilotos da Intact para trás, mas não conseguiu perseguir Márquez, chegando 1s928 distante do espanhol. O pódio foi completado por Lüthi, que resistiu aos ataques de Lorenzo Baldassarri na parte final da corrida, relegando o líder do campeonato ao quarto lugar. Augusto Fernández completou a lista dos cinco primeiros.

Enea Bastianini terminou a corrida na sexta colocação, deixando Jorge Navarro, que chegou a andar entre os cinco primeiros, em sétimo. Correndo com o pé fraturado e partindo da pole position, Marcel Schrötter não conseguiu se sustentar entre os primeiros, e terminou em oitavo, logo à frente de Sam Lowes. Fabio Di Giannantonio completou o grupo dos dez primeiros.

A próxima etapa da Moto2 acontece daqui duas semanas, quando acontece o Grande Prêmio da Catalunha, prova marcada para o Circuito de Barcelona, em Montmeló.

Confira como foi a corrida

A prova começou com Tom Lüthi tomando a primeira posição logo nos metros iniciais, sendo seguido por Marcel Schrötter e Álex Márquez. Luca Marini apareceu na quarta colocação, enquanto Sam Lowes completou a primeira volta na quinta posição. Na parte de trás do grid, Iker Lecuona caiu após incidente com Xavi Vierge e Fabio Di Giannantonio, abandonando a corrida logo na primeira das 21 voltas da prova.

Lüthi e Schrötter abriram uma vantagem pequena, mas que impedia Márquez de atacá-los, enquanto Jorge Navarro avançou para a quinta posição, deixando Lowes para trás. Na quarta volta, os dois pilotos da Intact começaram a lutar pela primeira posição, permitindo a aproximação de Márquez, que passou a ser pressionado por Marini e Navarro.

Márquez tomou a segunda posição de Schrötter na quinta volta, enquanto Marini superou o alemão na sequência, entrando na zona de pódio. Atrás, Lorenzo Baldassarri assumiu a sétima posição, passando a liderar o segundo pelotão da prova. Restando 14 voltas para o final da corrida, Stefano Manzi caiu na curva 5, abandonando a corrida no circuito de Mugello.

Na nona volta, Álex Márquez tomou a liderança da corrida ao superar Lüthi, enquanto Nicolò Bulega e Simone Corsi, em incidentes separados, caíram e deixaram a prova. Schrötter, que corre com uma fratura no pé esquerdo, acabou perdendo também a quarta posição para Navarro. Restando dez voltas para o final, Marini passou a atacar Lüthi pela segunda posição.

Baldassarri entrou no grupo dos cinco primeiros ao deixar Enea Bastianini e Schrötter para trás. Na frente, Márquez passou a abrir vantagem na liderança da prova. Marini conseguiu a ultrapassagem sobre Lüthi restando nove voltas para o encerramento da corrida. Duas voltas depois, Navarro errou e permitiu ao líder do campeonato assumir o quarto lugar.

Márquez abriu 2s5 para Marini, que lutava para se aproximar do espanhol, enquanto Baldassarri partiu para o ataque sobre Lüthi buscando a segunda colocação. Mais atrás, Bastianini avançou para o sétimo posto ao deixar Schrötter para trás. O italiano ainda ganhou mais duas posições ao superar Navarro e Augusto Fernández, entrando no grupo dos cinco primeiros. Fernández, porém, conseguiu retomar o quinto posto no giro final.

Márquez seguiu para vencer pela primeira vez na temporada, sendo seguido por Marini e Lüthi.

Foto: MotoGP