Advogado de Najila abandona o caso após ser acusado pela modelo de roubar tablet

Acusação da modelo foi a gota d´água para Danilo Garcia entregar o caso

Cido Vieira
Jornalista em formação, e apaixonado por futebol desde criança. No Torcedores.com, trabalho como setorista do Botafogo e futebol nordestino

Crédito: Reprodução - TV Globo

Até então responsável da vez pela defesa da modelo Najila Trindade no caso de acusação de estupro contra o atacante Neymar, o advogado Danilo Garcia de Andrade se desligou totalmente da ação e não representará mais a modelo. O anúncio foi feito pelo profissional no fim da segunda (10) em entrevista ao SBT, e o estopim para isso foi uma acusação da cliente de que ele teria planejado o arrombamento no apartamento para roubar o tablet, onde supostamente estaria o vídeo-estendido que serviria como prova contra o jogador.

Danilo já havia dado um ultimato no início do dia, que se provas não aparecessem, ele deixaria o caso. Contudo, a iniciativa do advogado foi antecipada, após em uma reunião entre eles, Najila afirmar que fez uma busca no dispositivo e que o mesmo estaria no endereço do escritório de Danilo.

“A senhora Najila me acusou de ter planejado este arrombamento, essa situação toda. Disse que esse tablet poderia estar comigo, segundo o marcador de localização dela. Eu não preciso comprar ou roubar um tablet, eu tenho os meus dispositivos eletrônicos. Eu nunca tive Iphone, eu sempre tive Android, nunca tive Ipad, me parece que é um Ipad. E o cliente tem uma postura repentina e totalmente contrária à ética, ao bom senso e à verdade nesse caso, a respeito do arrombamento e de esse tablet estar em minha posse.”

“Eu adoraria ter ele porque ali em tese estará o vídeo que ela alega ter 7 minutos, material esse que até hoje eu não tenho. Seria ótimo. Eu seria o primeiro a ver e a entregá-lo à polícia. Porque eu acredito que, se tiver alguma coisa relevante ali para reforçar a condição de vítima da senhora Najila, ela deveria usá-lo e não reter a informação”.

Até o momento, apenas um vídeo contendo 66 segundos foi entregue à delegada Juliana Bussacos – responsável pela investigação. Contudo, Najila Trindade alega ter uma “versão-estendida” do vídeo, que teria duração total de sete minutos. A suposta prova é visto como algo crucial pelo advogado para a acusação contra Neymar.

No depoimento realizado na semana passada, a modelo afirmou que o vídeo estaria em um tablet que sumiu após um suposto arrombamento em seu apartamento – caso que também está sendo apurado pela polícia. Os administradores do prédio negam a invasão.

Danilo é o terceiro advogado de Najila que abandona o caso. Antes dele, José Edgard Bueno e Yasmin Pastore Abdalla também deixaram a defesa.

LEIA MAIS:

Ameaça de advogado e suspensão de comentaristas franceses: tudo sobre o caso Neymar nesta segunda (10)

Neymar ganha R$ 35 mil em campeonato de Poker online durante amistoso da Seleção

Neymar quer transferir julgamento de caso de fraude para Barcelona