Neymar no Barcelona: veja tudo o que sabemos sobre o possível retorno do atacante ao clube

Clima do brasileiro na França está longe de ser bom, e o dono do PSG já demonstrou que não está disposto a manter o jogador no elenco parisiense

Danielle Barbosa
Colaborador do Torcedores

Crédito: Denis Doyle/Getty Images

O atacante Neymar terminou sua segunda temporada com a camisa do Paris Saint-Germain em maio, após se tornar o jogador mais caro do mundo em 2017, quando o clube parisiense pagou a multa integral de 222 milhões de euros ao Barcelona e seduziu o brasileiro a aceitar um projeto onde ele seria a estrela principal não apenas do time, mas do futebol na França. Agora, após dois anos de frustrações na Champions League, lesões e muitas polêmicas extracampo, o camisa 10 pode dar adeus ao projeto e retornar ao clube catalão.

Mesmo tendo ainda um longo contrato com o PSG, seu futuro sempre foi uma incógnita, isso porque um retorno ao Barcelona e até mesmo um acordo com o Real Madrid sempre estiveram nas manchetes dos principais jornais esportivos do mundo. Desta vez, porém, os rumores ganharam força com a notícia do Globoesporte.com, publicada nesta segunda-feira (17).

De acordo com a publicação, “o clube catalão vem mantendo conversas com o estafe do craque em busca de um retorno”. Além disso, o negócio poderia envolver nomes como Umtiti, Dembélé e Rakitic e o pagamento de um valor que gira em torno de 100 milhões de euros ao PSG.

O QUE DIZ O PSG:

Ao contrário da postura que vinha sendo adotada, de negar completamente a possibilidade de negociar o jogador, o presidente do PSG, Nasser Al Khelaifi, mudou o tom ao falar sobre o futuro do atacante brasileiro em entrevista à revista France Football. “Quero jogadores dispostos a dar tudo para defender a honra da camisa e participar do projeto do clube. Aqueles que não querem, ou não entendem, nós vemos e conversamos uns com os outros. É claro que há contratos a serem respeitados, mas a prioridade agora é a total adesão ao nosso projeto”, disse Al Khelaifi.

Ninguém obrigou Neymar a assinar conosco. Ninguém o forçou. Ele veio conscientemente para participar de um projeto”, completou.

Segundo a ESPN, o PSG está disposto a vender Neymar já nesta janela de transferências e aguarda o contato de, pelo menos, três clubes que possuem condições de arcar com os gastos para ter o jogador: Eles esperam que Barcelona, Real Madrid e Manchester United. De acordo com a publicação, “Esses três clubes são os únicos que podem arcar com o valor estipulado pelo PSG – cerca de R$ 864 milhões”.

AS DIFICULDADES DO NEGÓCIO:

Se existe ou não negócio entre Neymar, Barcelona e PSG, ainda é possível cravar, já que nenhuma das partes envolvida confirmou qualquer coisa relacionada ao assunto, mas existe uma série de questões que aparecem como principais dificultadores da negociação.

Entre as principais dificuldades está a de convencer a diretoria do Barcelona de que o retorno de Neymar ao clube é uma boa escolha, isso porque o brasileiro deixou a equipe pela porta dos fundos e ainda briga na justiça contra o clube para receber 26 milhões de euros, valor referente as luvas pela assinatura da renovação contratual, em 2016. O Barça alega que, com a saída para o PSG menos de um ano depois, o acordo não foi cumprido e por isso não existe motivo para o pagamento do montante.

David Ramos/Getty Images

Além disso, a questão financeira é de extrema importância em dois aspectos: o salário de Neymar,  lembrando que ele é um dos mais bem pagos do mundo na atualidade. Segundo o jornal Mundo Deportivo, o atacante precisa aceitar uma redução salarial, já que o Barcelona não está disposto a manter os mais de 30 milhões de euros anuais que ele recebe na França.

E tem ainda questão do valor para tirá-lo do PSG, isso porque o atacante não tem multa rescisória definida, ou seja, o clube francês pode exigir o valor que quiser para liberá-lo.

De acordo com o jornal Mundo Deportivo, apenas em 2020, quando Neymar chegar a sua quarta temporada pelo PSG, o preço para tirá-lo da equipe será de 170 milhões de euros (cerca de R$ 736 milhões, na cotação atual) – 52 milhões de euros a menos do que o valor que foi pago para contratá-lo em 2017.

EMISSORA CATALÃ NEGA INTERESSE DO BARCELONA:

Apesar dos rumores, a TV catalã TV3 descartou a possibilidade de Neymar retornar ao Barcelona. Segundo a emissora, o brasileiro é quem está se oferecendo para voltar ao clube, mas os dirigentes não querem o retorno do jogador. Ainda de acordo com o canal, o atacante estaria usando a imprensa para demonstrar que existe uma possibilidade de negociação, mas destaca que isso não passa de um oferecimento do próprio Neymar ao Barça

As últimas declarações feitas pelo presidente do PSG, Nasser al-Khelaif, abrindo a porta de saída do clube, não têm feito outra coisa senão alimentar a especulação em torno dessa opção. Do Barça, no entanto, ele garante que agora o nome de Neymar não está na mesa como opção de assinatura para a próxima temporada“, diz a emissora.

NEYMAR JÁ ADMITIU SAUDADE DO BARÇA:

David Ramos/Getty Images

Em uma entrevista concedida ao Esporte Espetacular, da TV Globo, em março, Neymar falou sobre o ex-clube e Lionel Messi, com quem fez uma boa parceria no ataque culé, e que sempre que é questionado sobre o brasileiro, admite que gostaria de vê-lo novamente com a camisa do Barcelona . “É óbvio que, quando ele (Messi) fala isso, eu tenho que respirar fundo e falar assim: foi bom enquanto durou. Sinto saudades, mas hoje estou no Paris, vivendo outros desafios. Mas não posso deixá-los, é óbvio que sinto saudades do dia a dia”, disse o camisa 10 do PSG.