Torcedores | Notícias sobre Futebol, Games e outros esportes

Opinião: Thalles sempre será recordado no Vasco

Na manhã deste sábado (22), foi confirmada a morte do atacante Thalles, jogador do Vasco, que esteva por empréstimo na Ponte Preta.

Enzo Gabriel
Colaborador do Torcedores

Crédito: Carlos Gregório Jr/Vasco.com.br

Thalles sempre foi um jogador de destaque dentro das categorias de base, e integrou a Seleção Brasileira de categorias inferiores por muito tempo também. A expectativa criada em cima do atacante sempre foi muito grande dentro do clube de São Januário. Thalles entrou, marcou, decepcionou, mas sempre esteve como um representante dentro de campo, como vascaíno que sempre assumiu ser, desde quando era criança. A morte do jogador levanta muitas questões na cabeça de todos, que pensam até que lugar o atacante poderia ter ido em sua carreira, caso as coisas acontecessem como era esperado.

Aniversário CLUBE EXTRA

Clique e veja as melhores promoções!

A primeira memória de todo vascaíno quando lembra de Thalles é o jogo contra o Goiás, pela Copa do Brasil, em 2013. O atacante estreando pelo time principal, pega uma bola na intermediária, vê Juninho livre na direita, mas a ousadia de um jovem, e o faro de um artilheiro nato não o deixam tocar a bola. Thalles acerta um lindo chute e faz seu primeiro gol pelo Vasco, gol que faz os olhos dos torcedores brilharem, enquanto seus corações pulsam, e as bocas gritam. Naquele mesmo jogo de estreia, o centroavante ainda marcaria mais um gol. Nascia ali uma promessa, uma esperança.

Dali em diante, o destino de Thalles não foi o que se esperava, o jogador passou a conviver com problemas com seu peso, perdeu a mobilidade e deixou de ser aos poucos o xodó da torcida vascaína. Isso não fez com que ele deixasse de ter participações importantes dentro da equipe. Em 2016, pela Série B, “Balothalles” novamente chamou a responsabilidade e marcou dois gols contra o Ceará, mais do que fundamentais para o acesso do clube à Série A do ano seguinte. A estrela brilhou mais uma vez em talvez sua última participação de extrema importância com a camisa cruzmaltina.

Thalles foi artilheiro na base, artilheiro nas seleções, observado por gigantes europeus, xodó da torcida, mas em algum momento tudo isso se perdeu. Indisciplina, muitas noites de farra e falta de foco foram alguns dos motivos que minaram a brilhante carreira que a cria vascaína poderia ter tido. Isso diz mais sobre um problema brasileiro do que sobre Thalles. Uma pessoa de origem humilde, não preparada para grandes deslumbres, grandes mudanças repentinas pode se chocar, ter dificuldades de adaptação e perder o foco. Isso aconteceu com Thalles, e está sujeito a acontecer com qualquer um que tenha essas mudanças em suas condições de vida, infelizmente é natural. O vascaíno nunca vai te julgar, Thalles, o vascaíno vai sempre te agradecer e lembrar de quem você era. Você nunca será esquecido!

Descanse em paz, “Thallesmã”!

LEIA MAIS:

Morre atacante Thalles, revelado pelo Vasco, em acidente de moto no Rio de Janeiro

As melhores notícias de esportes, direto para você