Torcedores – Notícias Esportivas

Peres detona CBF após eliminação do Santos na Copa do Brasil e sobre até para o VAR: “Não está ajudando”

O Peixe perdeu para o Atlético-MG por 2 a 1 e foi eliminado da Copa do Brasil. Presidente do Santos, Peres deu entrevista após o jogo.

Dayvidson Soares
Apaixonado por futebol e boas histórias.

Crédito: Ivan Storti/Santos FC

O Santos protagonizou a sua terceira eliminação em 2019. Após dá adeus no Paulistão na semifinal e cair na Copa Sul-Americana, o Peixe perdeu para o Atlético-MG por 2 a 1, no estádio do Pacaembu, e teve mais um fracasso na temporada. Revoltado, o presidente do clube, José Carlos Peres, detonou a CBF em entrevista após o jogo desta quinta-feira (6). 

Peres reclama da CBF por não ter deixado o jogo ser transferido do Pacaembu para o estádio da Vila Belmiro, além de não ter liberado o atacante Rodrygo, que foi convocado para a seleção brasileira sub-23.

“CBF conseguiu o que queria. Fomos desclassificados. Nos roubaram o direito de jogar na Vila Belmiro. Jogo era na Vila Belmiro, erro não foi nosso. E de quebra convocaram o Rodrygo. Terceira vez que levam ele para o sub-23. CBF conseguiu aquilo que esperava, nos desclassificar”, reclamou Peres.

O jogo foi marcado para o Pacaembu a pedido do Santos, mas, depois voltou atrás e fez um novo pedido para que o duelo voltasse a ser na Vila Belmiro. A nova mudança de local não ocorreu por regulamento determina que o mando não pode ser transferido após o início do duelo de 180 minutos (nesse caso, do primeiro jogo entre os clubes). 

Sobre Rodrygo, o atacante foi convocado para defender a seleção sub-23 no Torneio de Toulon, na França, mas o Santos não concordou por se tratar de uma competição de base. Assim, ele não se apresentou à seleção. O Peixe tentou ver com a CBF a liberação, mas não obteve resposta e ele não entrou em campo contra o Atlético-MG.

“CBF jogou para frente e não respondeu. Nosso ofício está lá. Fomos no STJD, pedimos para Rodrygo jogar, o melhor do Santos, e CBF não respondeu. STJD deu dois dias para responder. Santos foi, sim, prejudicado”, afirmou o presidente do Santos.

Por último, Peres reclamou do VAR, que anulou uma expulsão do Atlético-MG. O volante Zé Welison acertou o braço no rosto do atacante Marinho, do Santos, e tomou cartão vermelho. Mas, com o auxilio do VAR, o juiz voltou atrás, retirou o cartão vermelho e deu o amarelo para o jogador do Galo.

“Está prejudicando o futebol brasileiro. O sujeito deu uma cotovelada no rosto, teve que olhar no vídeo. VAR não está ajudando, veio como esperança de justiça”, reclamou.

O Santos volta a campo no próximo domingo (9), às 19 horas, quando enfrenta novamente o Atlético-MG, só que pela 8ª rodada do Campeonato Brasileiro.

LEIA MAIS:

Santos perde para o Atlético-MG, é eliminado na Copa do Brasil e vira piada na web; veja os memes

Santos x Atlético-MG: Assista aos melhores momentos do jogo da Copa do Brasil