Red Bull Street Style acontece neste sábado em São Paulo, valendo vaga na final; saiba mais

A capital paulista recebe a 11º edição do Red Bull Street Style, em jogo uma única vaga para a Final do Mundial, em Miami, nos Estados Unidos

Tathiane Marques
Colaborador do Torcedores
Red Bull Street Style

Crédito: Kin Marcin/Red Bull Content Pool

Neste sábado acontece em São Paulo a 11º edição do Red Bull Street Style, torneio internacional de futebol estilo livre. Consiste em uma variante do futebol com um estilo arrojado cheio de manobras, o típico futebol moleque. O evento terá como palco a Adidas Arena Tango, na Zona Oeste da capital, a partir das 17h30 (horário de Brasília).

A etapa nacional conta com a participação de 20 jogadores de norte a sul do país, que terão a difícil missão de demonstrar toda habilidade, irreverência e facilidade de improvisar com a bola durante os tricks. Cada competidor terá um minuto de triagem com a finalidade de mostrar seu talento. Os melhores passam para fase de mata-mata, com batalhas de três minutos, onde uma dupla de atletas se enfrentam entre si.

De acordo com o critério de classificação, os jurados vão avaliar o grau de dificuldade dos movimentos, domínio dos estilos do freestyle, variação, originalidade e improviso. Os avaliadores são todos profissionais da modalidade, como: Diego Oliveira, Liniker, campeão brasileiro e Lucas Meneses da Matta, atleta profissional de futebol estilo livre.

O Torcedores.com conversou com o único participante que é jogador de futebol profissional, Weldis Pereira, que começou a carreira nas categorias de base do Nacional-SP e se profissionalizou em 2016 no Barcelona Esportivo, o atacante já vestiu a camisa do Batatais e recentemente do time baiano Vitória da Conquista.

Em uma conversa descontraída, Weldis falou como conheceu o Freestyle e quais são seus ídolos na categoria.

“Meu início é um pouco diferente dos outros jogadores de Futebol Profissional, meu início foi no Futebol Freestyle! Conheci a modalidade pelo YouTube e meus primeiro ídolos no esporte, foram Murilo Pitol e Soufiane Touzani”.

Você conhece o canal do Torcedores no Youtube? Clique e se inscreva!

O atleta fez questão de ressaltar o crescimento da modalidade. Além disso, citou o preconceito que existe em relação ao Freestyle.

“Acho legal vemos o lado positivo a evolução que a modalidade teve durante essas sete edição, hoje imagino que grande parte das pessoas saibam oque seria o Futebol Freestyle! E falando um pouco sobre os preconceito e também críticas, infelizmente vivemos em um mundo que sempre tera pessoas contra. A parte mais chata para o Freestyler é a famosa frase “*sabe faze embaixadinhas, quero ver jogando em campo*” infelizmente muitos ainda não sabem diferencia as modalidades Futebol e Freestyle, onde o Freestyler nao tem obrigação em sabe joga Futebol de Campo e o Jogador de Futebol, não é obrigado a sabe Freestyle”.

Uma curiosidade é o fato dele ser o único competidor que é jogador profissional, como não poderia ser diferente perguntamos os pontos favoravéis e contrários que a profissão dele traz para ele na competição.

“Não vejo nada a favor e nem contra, pois é uma modalidade diferente do Futebol comum! Dentro da competição serei mais um Freestyler! Oque será legal, é mostra para as pessoas que o Jogador de Campo pode joga Freestyle e o Freestyler pode joga Futebol”.

Siga o Torcedores também no Instagram.

Perguntado sobre as expectativas para a seletiva deste sábado, o jogador foi enfático na resposta: “É a realização de um sonho, sempre quis estar no Red Bull Street Style! Será um prazer, espero fazer uma boa competição”.

A presença do atual do campeão brasileiro e vice-campeão mundial, Ricardo Chahini  torna a competição ainda mais acirrada,pois será apenas uma vaga para o Mundial. Weldis citou que todos os participantes tem potencial, mesmo Chahini sendo favorito.

“Ele será o favorito para ganhar a competição, pela experiência e pela qualidade. Mais devemos lembrar que temos uma galera boa na competição também. Será um grande espetáculo!.”

LEIA MAIS:

Milan sofre punição e é excluído da próxima edição da Liga Europa