Após não conseguir subir para a Bundesliga, Hamburgo acaba com uma das principais tradições esportivas do país

Depois de remodelar relógio do Hamburgo para não zerá-lo, diretoria se arrepende após nova temporada ruim

Willian Ferreira
Colaborador do Torcedores

Crédito: Twitter/Reprodução

Uma das grandes tradições do futebol alemão acabou no final da temporada passada. O relógio do Hamburgo, que contava há quanto tempo o clube do norte da Alemanha estava na Bundesliga (Campeonato Alemão), teve capítulos curiosos.

Após o rebaixamento do HSV, o relógio do Hamburgo não foi zerado. A diretoria do clube, com a alegação de que o artefato deveria, agora, contar o tempo de fundação do clube, ampliou a contagem. A torcida do clube, porém, desaprovou a ideia. O sentimento das arquibancadas ficou ainda mais negativo quando os Dinossauros não conseguiram o acesso na temporada 2018/2019.

Diante do novo fracasso na 2. Bundesliga (segunda divisão alemã), os próprios diretores se mexeram. Agora, sim, o relógio do Hamburgo foi zerado. A frase de Bernd Hoffmann, CEO dos Dinossauros, ao jornal Bild, foi de impacto. “Nós já tínhamos decidido no final da temporada que iríamos retirar o relógio. Queremos nos alinhar com o futuro. Não ajuda olhar constantemente pelo retrovisor”, frisou. O artefato, instalado em 2001 em parceria com um patrocinador, enfim, deixará de existir.

Na segunda divisão

Na 2. Bundesliga da temporada 2018/2019, o HSV foi o quarto colocado. Subiram diretamente Colônia e Paderborn. No playoff, o Union Berlin fez história e conseguiu chegar à Bundesliga pela primeira vez em sua existência. Por conta da manutenção no segundo nível, o relógio do Hamburgo foi retirado pela diretoria.

Em sua história, o Hamburgo tem como grande título a UEFA Champions League da temporada 1982/1983. A equipe também ganhou a Recopa de 1976/1977. No âmbito nacional, são seis títulos da liga alemã, três da DFB-Pokal (Copa da Alemanha) e duas da DFB-Ligapokal (Copa da Liga Alemã)

LEIA MAIS
Bayern e Borussia Dortmund disputam a glória de ser o maior campeão da Supercopa da Alemanha
Após perder de 5×0, técnico alemão afirma que quer jogar: “Não me importo com quem virá ao meu lado”
Técnico da equipe de jovem promessa revelado no Vasco quer vê-lo em nova posição