Resumão da Copa do Mundo de Futebol Feminino: veja tudo que rolou nas quartas de final

Bons jogos, muitos gols e agora quatro sobreviventes. Veja os principais fatos da fase quartas de final do Mundial 2019.

Lucas Calegari
Colaborador do Torcedores

Crédito: Foto: Robert Cianflone/Getty Images

Inglaterra, Estados Unidos, Holanda e Suécia. Essas são as quatro seleções que continuam vivas na Copa do Mundo de Futebol Feminino, após passarem por uma duríssima etapa de quartas de final.

Conheça a 1xBet:

Um novo jeito de fazer sua aposta esportiva!

 

 

Noruega 0 x 3 Inglaterra

O jogo de abertura da fase quartas de final foi disputado na última quinta-feira (27). E no duelo europeu, melhor para as inglesas que chegam a sua segunda semifinal de Mundial seguida.

Comandadas pela artilheira Ellen White, as leoas da coroa real abriram o placar logo no terceiro minuto da partida. A artilheira desta vez ajudou errando. É engraçado e esquisito, mas após ela furar bisonhamente uma finalização dentro da área, Scott ficou em posição bem melhor para marcar. É bem verdade que foi pega no susto, mas foi ágil e conseguiu marcar o gol.

Foto: Getty Images

A Noruega precisou sair para o ataque, tomar as rédeas da partida. E se complicou. Começou a sofrer um contra ataque atrás do outro. E para piorar enfrentava um dia inspiradíssimo de Nikita Parris, que deitou e rolou pelo lado direito do ataque inglês.

Por ali mesmo saiu o segundo gol, ainda no primeiro tempo. Desta vez Ellen White não perdoou.

Foto: Getty Images

A Noruega até tentou, mas o dia era mesmo inglês. E após jogada muito bem tramada em cobrança de falta, Lucy Bronze chegou na entrada da meia lua mandando um petardo, golaço e vitória sacramentada!

E a Inglaterra avança para a semifinal com duas goleadas por 3×0 nesta fase mata mata.

 

França 1 x 2 Estados Unidos

Talvez o grande confronto esperado por muitos antes da Copa do Mundo de Futebol Feminino começar. As francesas donas da casa contra as americanas, maiores campeãs de todos os tempos.

E o jogo fez jus a expectativa. Muita emoção, qualidade com a bola, gols, tensão, polêmica e festa.

O que talvez muitos que aguardavam esse embate não imaginavam, é que uma jogadora só pudesse colocar a partida no bolso. Megan Rapinoe provou que ela podia.

Marcou duas vezes, a primeira logo aos cinco minutos de bola rolando, cobrando uma falta lateral por baixo de maneira genial, quando todos esperavam um cruzamento. O segundo na etapa final, para afundar de vez a embarcação francesa.

Foto: Getty Images

A grande líder americana mostrou que não só ela, mas também suas companheiras, tem uma frieza e uma experiência absurda quando se trata de vencer um jogo de Mundial.

Até sofreram um gol, marcado pela excelente zagueira artilheira da França Wendie Renard. Mas suportaram toda a pressão imposta pelas donas da casa e venceram a partida por 2×1.

Entretanto, por volta dos 40 minutos da etapa complementar houve muita reclamação por parte da França pedindo pênalti. Após tentativa de cruzamento ser bloqueada e desviada pela mão da defensora americana, que estava ligeiramente aberta. A árbitra da partida e o VAR (árbitro de vídeo) mandaram o jogo seguir normalmente.

As tricampeãs seguem!

Foto: Getty Images

 

Itália 0 x 2 Holanda

Deste confronto sairia a novata em semifinais de Copa do Mundo de Futebol Feminino. E as novas e promissoras gerações de Itália e Holanda fizeram uma boa partida.

Equilibrada até certo ponto, as holandesas foram gradativamente melhorando seu jogo e se aproximando da vitória.

Na etapa complementar, lideradas pela ótima Sherida Spitse, não teve jeito e a Holanda chegou aos seus gols. Ambos em jogadas de bola aérea com assistência de Spitse, mais pareciam replay um do outro, mas não eram. Stefanie Van der Gragt e Miedema marcaram os tentos holandeses.

Foto: Getty Images

A sensação da Copa do Mundo de Futebol Feminino ficou pelo caminho. A Itália não soube lidar com a pressão holandesa e nem teve pernas para recuperar o placar adverso.

 

Alemanha 1 x 2 Suécia

O melhor jogo desta fase de quartas de final. Muito intenso desde o primeiro minuto, com as equipes marcando forte a saída de bola da adversária. Alemanha e Suécia jogaram tudo que sabiam, foi trocação o tempo inteiro, valeu o ingresso.

As alemãs contavam com um retrospecto enormemente a favor e o rótulo de favorita ao título. Agregado a isto coloque o belíssimo gol de Lina Magull, para abrir o placar logo aos 16 minutos de jogo, após belíssima jogada de Sara Däbritz.

Foto: Maja Hitij/Getty Images

Mas o sábado 29 de Junho de 2019, de bela tarde ensolarada em Rennes, estava reservado como um dia especial, para as suecas!

Faziam 25 anos que a Suécia não vencia um jogo oficial contra a Alemanha. Nesse período foi vice para este mesmo adversário em tudo (Eurocopa, Copa do Mundo e Olimpíada). Mas hoje a história tinha que mudar, e lideradas pela sua ótima camisa 10 (Jakobsson), as suecas venceram de virada as alemãs, 2×1.

Foto: Maja Hitij/Getty Images

O gol de empate saiu também no primeiro tempo, com Jakobsson, seis minutos depois do gol alemão. E a virada veio logo no início da etapa complementar, após boa jogada da camisa 10 da Suécia e gol de Blackstenius.

Festa sueca, decepção alemã e semifinais definidas.

Foto: Richard Heathcote/Getty Images

 

Curiosidades e destaques

  • O primeiro gol inglês, marcado por Jill Scott, à exatos 2 minutos e 6 segundos se tornou o gol mais rápido da história da Copa do Mundo de Futebol Feminino.
  • Os Estados Unidos marcaram quatro gols no mata mata deste Mundial 2019. TODOS foram feitos por Megan Rapinoe.
  • A briga pela artilharia continua insana, agora temos quatro atletas empatadas com cinco gols cada. As americanas Alex Morgan e Megan Rapinoe, a inglesa Ellen White e a australiana Sam Kerr.
  • A Holanda disputou pela primeira vez a fase quartas de final e já irá disputar a sua primeira semifinal em sequência.
  • Depois de passar 25 anos sem vencer uma partida oficial contra a Alemanha, agora a Suécia inverte o cenário e está à dois jogos (ou 3 anos) sem perder para a mesma. Empate sem gols na Euro de 2017 e a partida de hoje.
  • Existe 75% de chance de ter-mos uma campeã da Copa do Mundo de Futebol Feminino novata. Isso porque Inglaterra, Suécia e Holanda jamais levantaram a taça.
  • Foram apenas 4 partidas nesta fase, mas tivemos 11 gols. Com uma boa média de 2,75 gols por jogo.

 

Próximo passo na Copa do Mundo de Futebol Feminino

Agora as quatro equipes restantes irão se enfrentar em duas semifinais. A primeira será na próxima terça-feira (02 de Julho), Inglaterra e Estados Unidos decidem a primeira finalista do Mundial 2019.

No dia seguinte (03 de Julho), será a vez de Holanda e Suécia travarem um duelo de arrepiar. Ambas as partidas começarão às 16:00 (horário de Brasília).

 

Leia mais: Histórico! Suécia joga muito, vence a Alemanha de virada e está na semifinal do Mundial 2019

Rapinoe dá show, Estados Unidos vencem a França e avançam no Mundial 2019

Inglaterra atropela a Noruega e é a primeira semifinalista do Mundial 2019