Saiba por onde anda Robinho; ex-Santos e Atlético-MG

Atleta teve passagens sem tanto brilho pela Europa e por grandes times. Nessa temporada, o velho continente abriu lhe as portas novamente em um clube modesto

Brendo Romano
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Buda Mendes / Staff

Robson de Souza, mais conhecido como Robinho surgiu nas categorias de base do Santos. E logo foi alçado ao time principal, pelo seu talento com a bola nos pés. Pelo peixe o atleta conquistou o Campeonato Brasileiro de 2002, tirando o clube de um jejum de 18 anos, sem conquistar o título brasileiro.

No ano de 2004, após perder peças importantes dos anos anteriores como Alex, Renato, Fabio Costa, Maurinho e Diego, o clube buscou novas peças de reposição. Chegaram nomes como o volante Fabinho, o lateral Paulo César, o centroavante Deivid e o camisa 10 Ricardinho. O resultado?  Santos campeão Brasileiro de 2004, com destaque para Robinho e Deivid, artilheiros com 22 gols cada. O peixe ainda teve o melhor ataque da competição com 103 gols marcados e sofreu apenas 58. Em 46 partidas disputadas, o alvinegro venceu 27, empatou 8 e perdeu 11.

Com tamanho sucesso de Robinho, não demorou para ser alvo de clubes da Europa, e em 2005, foi vendido ao Real Madrid, por 24 milhões de euros. Chegou com status de craque e com um peso enorme nos ombros, mas não correspondeu. Em três anos no clube, o atleta conquistou apenas duas La Ligas, e uma Supercopa da Espanha. Atuando em 137 jogos e marcando 35 gols com a camisa merengue. Terminando de forma frustrante sua passagem por Madrid.

Passagem pela Inglaterra

O recomeço veio no Manchester City, que pagou 42 Milhões de euros para ter o jogador no seu plantel. Na Inglaterra, Robinho era a estrela dos Skys Blues e seria o líder da nova era do clube, que passava a receber investimento do Oriente Médio. Logo na sua temporada de estreia, foi artilheiro do clube com 14 gols,e o quarto na artilharia da Premier League.No ano seguinte, após uma lesão, o jogador perdeu 3 meses da temporada e atuou em 12 partidas, marcando apenas 1 gol. No total, disputou 56 jogos e marcou 16 gols pelos citizens. O jogador foi então emprestado ao Santos.

Na volta para o alvinegro em 2010, Robinho fez parceria com Ganso e Neymar. As boas atuações do trio deram ao peixe mais dois títulos: o do Campeonato Paulista e o da Copa do Brasil. E mais uma vez, a Europa voltava a apostar no atacante, desta vez o Milan o contratava junto ao City, por 18 milhões de euros. Pelos rossoneros atuou em 144 partidas, marcou 32 gols e distribuiu 31 assistências, além de ter conquistado uma Série A e a Supercopa da Itália. O clube italiano optou por não renovar o contrato do jogador, deixando-o livre no mercado.

Em 2015, Robinho voltou ao Brasil para defender o Santos, e conseguiu fazer algumas boas atuações. O suficiente para conquistar o Paulistão daquele ano. Mas, com uma proposta milionária do Guangzhou Evergrande, transferiu-se para à China. Lá disputou 10 jogos e anotou 3 gols, e após 6 meses voltou ao Brasil. Desta vez, para defender o Atlético-MG, sendo goleador máximo do galo e do futebol brasileiro em 2016. Em sua passagem pelo clube mineiro, conquistou o Campeonato Mineiro de 2017. Em 51 jogos pelo galo, Robinho marcou 25 gols.

Recomeço na Turquia

Em 2018, o “rei das pedaladas” acertou com o modesto Sivasspor, da Turquia. Por lá, disputou 30 jogos e marcou 12 gols, sendo um dos destaques da equipe. O bom desempenho, despertou o interesse do Basaksehir, líder do Campeonato turco. Após uma proposta, o time anunciou o experiente atacante pelo Twitter. Em Instambul, o atleta terá a companhia dos brasileiros: Márcio Mossoró e Júnior Caiçara, além do togolês Emmanuel Adebayor.

LEIA MAIS:

Veja por onde anda Diego Maurício, o Drogbinha do Flamengo