Treinador dos Raptors explica pedido de tempo polêmico no fim do jogo contra os Warriors

Nick Nurse parou a partida de ontem, vencida pelos Warriors, quando sua equipe tinha virado com 14 pontos consecutivos e se encaminha para a vitória

Bruno Rodriguez
Colaborador do Torcedores

Crédito: Facebook Oficial Toronto Raptors

O Toronto Raptors havia acabado de conseguir a virada contra os Warriors e estava vencendo por seis pontos de vantagem. O jogo estava 103 a 97 para a equipe canadense, com torcida enlouquecida e faltando apenas pouco mais de três minutos para a conquista do título inédito da NBA. Foi aí que Nick Nurse, treinador dos Raptors, decidiu pedir dois tempos técnicos em sequência.

O que ele não esperava era que o Golden State fosse voltar mais organizado e surpreenderia sua equipe com nove pontos em seguida. O placar final foi de 106 a 105 para os Warriors que sobreviveram na série. Nurse foi muito criticado por sua decisão e se defendeu dizendo que quis descansar seus jogadores para a reta final.

– “Nós tínhamos dois timeouts que perderíamos quando o relógio chegasse à marca de 3 minutos. Nós debatemos e decidimos por dar um descanso para os nossos jogadores. Acreditamos que podíamos usar um pouco de energia extra nos minutos finais.”

Desde 2017 a NBA limitou a dois pedidos de tempo para cada equipe nos três minutos finais do quarto. Isso independe da quantidade de timeouts que o time “guardar”. Desse modo, como os Raptors ainda tinham quatro tempos disponíveis, o treinador decidiu por pedir logo dois. Já que seriam perdidos quando o relógio atingisse menos que três minutos restantes.

Assim, agora a série final da NBA está em 3 a 2 para os Raptors e o próximo confronto será nesta quinta-feira em Oakland.

Leia Mais:

Deu Warriors! Veja os melhores momentos do jogo 5 das finais da NBA