Três jogadores que se destacaram pelo Ceará na 7ª rodada

Ceará teve tarde de festa de 105 anos frustada por resultado negativo diante do Santos, mas sai de campo com cabeça erguida após boa partida.

Paulo César Desidério Costa
Colaborador do Torcedores.com.

Crédito: Foto: Stephan Eilert/CearaSC.com

Embora tenha se criado uma atmosfera de muita festa no Castelão em Fortaleza pelo aniversário de 105 anos do Ceará, a equipe não conseguiu o presente que a torcida queria e acabou derrotado para o Santos por 1 a 0, com gol anotado por Eduardo Sasha aos 6 minutos do segundo tempo. Mesmo assim, o Vozão ameaçou a meta de seu ex-goleiro, Everson, e quase chegou ao empate com as boas oportunidades criadas. É possível afirmar que mesmo com a derrota, os donos da casa fizeram uma boa partida.

Thiago Galhardo

O meio-campista ex-Vasco fez apenas a sua 4ª partida com a camisa do Ceará. De acordo com o portal Sofascore, a camisa 89 finalizou cinco vezes. Foram três arremates para fora, um no gol e outro no travessão. Este último, aliás, em bela tentativa de encobrir o goleiro santista. Além dos chutes, Thiago mais uma vez conseguiu ser o responsável por articular as principais jogadas do Ceará com arrancadas e alguns bons passes. Cansou no segundo tempo, mas fez mais uma boa partida.

Pedro Ken

Outro jogador do setor de meio-campo que fez boa partida foi Pedro Ken. O atleta conseguiu em muitos momentos do jogo cumprir com o papel de fazer a transição do time da defesa para o ataque. Como seu companheiro de posição, Fabinho, possui características mais defensivas e tinha de cobrir as subidas do lateral e capitão Samuel Xavier, cabia a Ken ter mais liberdade para circular com a bola e até a aparecer na entrada da área para arriscar chutes. Foi o maior ladrão de bolas do time na partida, com quatro ao final do jogo. Foi substituído após 84 minuto em campo, por opção do treinador, que precisava abrir o time. Em seu lugar, entrou o meia Felipe que pouco fez.

Diogo Silva

Diogo Silva não teve culpa no gol de Eduardo Sasha. (Foto: Divulgação/Santos FC)

O goleiro do Ceará fez duas boas defesas ao longo da partida. Aliás, não fosse ele, provavelmente o placar poderia ter sido mais elástico para o time da Vila Belmiro. No segundo tempo, foi mais exigido e mostrou serviço. Não teve culpa no gol sofrido por sua equipe e repetiu as boas atuações que vem tendo desde o começo do Campeonato Brasileiro 2019.